Empresária friburguense recebe a Medalha do Mérito Industrial da Firjan

Adriana Ventura, diretora do jornal A VOZ DA SERRA e da Editora Nova Friburgo Ltda, é homenageada por sua atuação na área da comunicação social
segunda-feira, 23 de maio de 2022
por Jornal A Voz da Serra
A empresária Adriana Ventura (Arquivo AVS)
A empresária Adriana Ventura (Arquivo AVS)

O presidente da Firjan, Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira, concede nesta terça-feira, 24, em cerimônia para convidados, a Medalha do Mérito Industrial do Rio de Janeiro às personalidades que se destacaram pelos grandes serviços prestados à indústria e à economia do Estado do Rio e do país. Criada em 1965, a medalha é entregue anualmente a empresários(as) que se destacam no setor e a personalidades que atuam pelo seu desenvolvimento.

Entre os  homenageados de 2022,  apenas uma mulher consta da lista: Adriana Elizabeth Ventura. Os demais são: Addison Freitas Meneses, Antônio Carlos Vilela, Christian Humberto Schleicher e José Rosenberg Furer. Na categoria personalidade será contemplado o senador Carlos Francisco Portinho (PL). 

A indicação partiu de três sindicatos locais: o Sindgraf (indústrias gráficas), o Sindmetal (indústrias metalúrgicas) e do Sindanf (indústrias de alimentação). Além de única mulher, Adriana é a única representante de Nova Friburgo.

A empresária Adriana Ventura é proprietária da Editora Nova Friburgo Ltda e diretora do jornal A VOZ DA SERRA, o diário impresso mais antigo da região, em circulação, e com gráfica própria. As funções ela herdou com o falecimento de seu pai, Laercio Ventura (na foto abaixo), em 4 de fevereiro de 2013. 

A diretora lembra que o jornal enfrentou (e ainda enfrenta) sérios problemas desde o decreto da pandemia, em março de 2020. “Sob o impacto da Covid 19, apesar de autorização para funcionar por ser serviço essencial, o impresso só deixou de circular por três dias, logo no início do confinamento. Foi necessário tomar medidas para reorganizar a empresa, estabelecendo o trabalho remoto para funcionários com mais de 60 anos, os de grupo de risco, grávidas, além de revezamento de setores presenciais, sem redução de salário ou de jornada, nem dispensa de funcionários”, revelou Adriana.

Com o agravamento da pandemia no país, a dolarização dos insumos para a impressão de jornais e todas as retrações do mercado, Adriana chegou a cogitar a possibilidade de reduzir a circulação para evitar o encerramento das atividades da empresa. No entanto, manteve a circulação diária, o que vem conseguindo com muita luta e perseverança.  

Segundo sua avaliação, a empresa ainda tem um árduo caminho a percorrer, e para tanto, ao enfrentar os embates do dia a dia, sente-se fortalecida para seguir em frente, com fé e coragem. “Aumentos sucessivos de insumos, dificuldades de toda sorte, e sem medidas eficazes no que diz respeito a apoio dos governos para as pequenas empresas, essa é a realidade a ser enfrentada, e que envolve todo o setor de impressão de jornais”, reiterou.

Adriana Ventura lamenta que a cidade não dê o devido valor ao seu único jornal, o principal veículo de informação e de divulgação das demandas da população, ao longo de décadas. “Em 7 abril deste ano, A VOZ DA SERRA completou 77 anos de fundação, mesmo sem o apoio das empresas que não incluem o jornal em seus planejamentos de mídia, embora continuem presentes em outros veículos de comunicação. Desta forma, Nova Friburgo dá vários passos para trás em relação à história do município e de seus cidadãos”, argumentou. 

“A população não tem noção do tesouro que tem em sua terra natal, que passou de geração em geração, desde a fundação — do qual meu avô, Américo Ventura, fez parte —, e que hoje corre o risco de perder seu único jornal impresso”, encerrou a diretora, uma empresária incansável na luta para manter esse patrimônio que pertence a toda a comunidade fribruguense. 

Personalidades  já agraciadas

Diversos outros nomes empresariais do Centro-Norte fluminense já foram reconhecidos pela Firjan com a Medalha do Mérito Industrial: Heródoto Bento de Melo, Frederico Sichel, Dalton Carestiato, James Strickland, Olney Botelho Ribeiro, José Luiz Abicalil, Neucileia Porto Layola, José Carlos dos Santos, Cláudio Tangari, Vicente Bastos Ribeiro, Ulisses de Araújo Vieira, Joel Wermelinger Araújo, Márcia Carestiato Sancho, Sebastião Donato Thurler, Rogério Faria, Silvio Marini e André Chianca.

 

LEIA MAIS

Lei foi aprovada pela Alerj e sancionada pelo governador

Estado do Rio é considerado um dos berços da agroecologia e da agricultura orgânica no Brasil

Evento tem a proposta de capacitar profissionais de segmentos ligados direta ou indiretamente ao trade turístico

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 77 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: negócios