Dois meses depois, obras em buraco no Vale dos Pinheiros estão perto do fim

Na Rua Maria José de Andrade Vieira, outro afundamento permanece praticamente inalterado
quarta-feira, 04 de março de 2020
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
(Fotos:Henrique Pinheiro)
(Fotos:Henrique Pinheiro)

Há cerca de dois meses, duas ruas do Vale dos Pinheiros, separadas a menos de um quilômetro de distância, e que passaram pelo mesmo problema estão com realidades distintas. A Rua Maria José Dutra de Castro teve um afundamento no calçamento nos primeiros dias do ano, prejudicando o acesso a várias casas e a um condomínio residencial. A região ficou temporariamente sem energia elétrica.

Rapidamente, equipes da prefeitura foram até o local para avaliar a situação e um dia depois já havia iniciado o reparo. Atualmente, as obras estão em fase de conclusão. Os motoristas, antes impedidos de trafegar pela via, já podem passar pela rua, bem como veículos de grande porte como caminhões e ônibus. A linha urbana que liga o bairro ao centro da cidade já voltou a fazer ponto final na rua e circula normalmente.

Foi colocado pó de pedra, além de areia, para aterrar a enorme cratera e dar firmeza ao piso para o tráfego de veículos. Para o término das obras, falta recolocar os paralelepípedos, nivelar a pista e ajustar a tubulação, já que parte do material está exposta. Segundo um morador, também ainda faltam alguns reparos da concessionária Águas de Nova Friburgo, para que a via possa ser liberada por completo.

Rua Maria José de Andrade Vieira

Desde o dia 11 de janeiro, a Rua Maria José de Andrade Vieira tem problema semelhante. Um buraco, um pouco menor, mas que impede o trânsito, requer atenção do poder público. Aparentemente a via encontra-se na mesma situação desde que o buraco surgiu. A VOZ DA SERRA noticiou o problema urbano em 31 de janeiro. 

Nossa equipe voltou ao local esta semana e conferiu que o buraco permanece do mesmo jeito, com os mesmos cones da Subprefeitura de Olaria e vegetações alertando motoristas e pedestres sobre o perigo. Com as recentes chuvas e a tubulação exposta, outros buracos em demais trechos da rua surgiram

O que diz a prefeitura

A Prefeitura de Nova Friburgo informou, em nota, que, em relação à cratera no Vale dos Pinheiros, toda a rede de águas pluviais já foi reconstruída. Para fazer a pavimentação, a prefeitura aguarda a concessionária de águas realocar a tubulação da rede de esgoto, que não pôde ser feita ainda por conta do período de carnaval e também a grande incidência de chuvas. Já a respeito da Rua Maria José de Andrade Vieira, a prefeitura informa que está no cronograma de atividades da Secretaria de Obras para ser atendida em breve.

O que diz a concessionária

Em nota, a Águas de Nova Friburgo informou que não há nenhum serviço de responsabilidade da concessionária na Rua Maria José Andrade Vieira. A concessionária informa, ainda, que implantou redes provisórias de água e esgoto na Rua Maria José Dutra de Castro, também no Vale dos Pinheiros, no dia 4 de janeiro, liberando o local para que a prefeitura fechasse o buraco. Assim que parar de chover e o tempo ficar estável por mais de 72 horas, as redes instaladas serão remanejadas pela concessionária para local definitivo e, dessa maneira, a pavimentação concluída.

 

LEIA MAIS

Foi construído muro em gabião com 330 metros de extensão

Expectativa é de que órgão faça intervenção também em trecho onde há ondulações na pista

Custo de obra no pátio da Smomu será de quase R$ 1,5 milhão, com prazo de conclusão de 180 dias

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra