Desplacamento de pedras no Três Irmãos assusta moradores

Área já estava interditada pela Defesa Civil desde 2012, devido ao mesmo problema
sexta-feira, 22 de janeiro de 2021
por Jornal A Voz da Serra
O instante do desplacamento flagrado por um leitor
O instante do desplacamento flagrado por um leitor

A Defesa Civil Municipal deslocou-se no fim da tarde desta sexta-feira, 22, para o bairro Três Irmãos, no distrito de Conselheiro Paulino, a fim de avaliar o incidente que envolveu o deslocamento de pedras de uma encosta. A área em que houve o desplacamento já estava interditada pela Defesa Civil. Não há registros de vítimas nem danos patrimoniais. 

Em fevereiro de 2019 houve um desplacamento de pedras no loteamento Três Irmãos, também sem vítimas, no mesmo lugar. A área foi isolada de forma preventiva. 

Moradores contaram na época ser comum  pedras rolarem do alto da montanha. A equipe de A VOZ DA SERRA registrou na época  um cenário de grande preocupação. Fendas no meio da montanha mostravam que o problema poderia voltar a acontecer por conta de placas que pareciam estar se descolando  da encosta.

Segundo o então secretário municipal de Defesa Civil, coronel João Paulo Mori, explicou na época, o desplacamento ocorrido em Três Irmãos está relacionado à variação térmica (forte calor seguido de chuva e queda de temperatura), que provoca a contração e a dilatação das pedras.  Segundo ele, todas as residências próximas estão interditadas desde 2012, quando houve o primeiro desprendimento de pedras ali.     

O bairro foi um dos mais afetados da cidade na tragédia de 2011. 

 

 

LEIA MAIS

Evento com autoridades regionais foi uma forma de promover integração entre municípios e estado

“Encontramos uma situação delicada”, diz secretária municipal de Meio Ambiente, Vivian de Assis

Podem participar empresas, associações, sindicatos, escolas, instituições de pesquisa e terceiro setor

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra