Witzel autoriza abertura do comércio em cidades sem Covid-19

Na região, medida beneficia alguns municípios vizinhos a Friburgo, que terão que manter barreiras sanitárias rigorosas
terça-feira, 07 de abril de 2020
por Jornal A Voz da Serra
Duas Barras, onde até pias foram instaladas na praça, é uma das cidades beneficiadas (Arquivo AVS)
Duas Barras, onde até pias foram instaladas na praça, é uma das cidades beneficiadas (Arquivo AVS)

Os municípios fluminenses sem casos registrados ou suspeitos de Covid-19 que tiverem condições de manter barreiras sanitárias rigorosas poderão permitir a  abertura de estabelecimentos comerciais. A autorização foi dada por um decreto do governador Wilson Witzel nesta terça-feira, 7, no Diário Oficial. No entanto, ficam mantidas as regras para evitar aglomerações, e escolas públicas e privadas deverão continuar fechadas.

Até o momento, 30 municípios estão enquadrados neste caso, mas os números de cidades podem mudar a cada dia, a depender dos dados epidemiológicos. São eles: São Francisco de Itabapoana, São Fidélis, Quissamã, Carapebus, Conceição de Macabu, Varre-Sai, Natividade, Bom Jesus de Itabapoana, Italva, Cardoso Moreira, São Jose de Ubá, Cambuci, Carmo, Laje de Muriaé, Miracema, Santo Antônio de Pádua, Aperibé, Itaocara, Paty do Alferes, Cantagalo, Comendador Levy Gasparian, São Sebastião do Alto, Santa Maria Madalena, Macuco, Cordeiro, Duas Barras, Engenheiro Paulo de Frontin, Sumidouro, São José do Vale do Rio Preto e Vassouras.

"Nossa preocupação inicial é sempre a de preservar vidas, mas também precisamos olhar para o futuro, para a economia. Nas cidades em que prefeitos podem fazer a barreira sanitária (com restrição de circulação de um a cidade a outra) o decreto permitirá que as cidades sejam liberadas de algumas restrições, sempre com os prefeitos decidindo em conjunto com o governo do estado. Estaremos monitorando estes casos minuto a minuto e a qualquer momento a restrição em relação a circulação pode aumentar", disse o governador.   

Segundo o secretário de Saúde, Edmar Santos, a decisão não altera a estratégia do governo do estado de incentivar o isolamento social nas localidades que já registram casos da doença. "Neste momento é absolutamente coerente que os municípios que não têm nenhum caso da doença possam funcionar como a capital funcionava quando não haviam casos confirmados, por exemplo. Não há aqui mudança de paradigma, de estratégia. Em cada município que tiver algum caso positivo iremos voltar atrás. Mas quero reforçar que a nossa política continua sendo a do isolamento social nos locais que já apresentam transmissão comunitária", afirmou.

Decreto publicado em versão extraordinária do DO desta segunda-feira, 6, também autoriza o funcionamento de estabelecimentos comerciais, apenas em regime de entrega em domicílio, nas cidades com registro de casos. "Vamos autorizar em todo estado o delivery para o comércio, em acordo com Fecomércio, Firjan e empresas. É como se fosse vender pela internet, não haverá aglomeração de pessoas nas lojas. Não haverá drive thru, ou seja, ida das pessoas para comprar dentro do carro, apenas o comércio delivery, entregar em casa, para dar certo conforto a empresas que tem fidelidade com os clientes", disse o governador.

 

LEIA MAIS

No atual contexto do crescimento de infecções pelo novo coronavírus, o restabelecimento de pacientes e a melhora da qualidade de vida

Entidade também solicita que atividade seja considerada serviço essencial, para hospedagem de médicos, enfermeiros e idosos que necessitam de isolamento

Documento a ser entregue a Renato Bravo pretende servir de diálogo para a retomada econômica respeitando a saúde pública

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra