Prefeitura e 151ª DP alertam população friburguense para crimes virtuais

Golpistas enviam links maliciosos para roubar dados das vítimas; outros se fazem passar por fiscais da Vigilância Sanitária
quinta-feira, 02 de abril de 2020
por Fernando Moreira (fernando@avozdaserra.com.br)
Prefeitura e 151ª DP alertam população  friburguense para crimes virtuais

Em meio à pandemia de Covid-19, outro problema também tem crescido em nível nacional, estadual e até municipal: os golpes virtuais. Como muita gente está sem trabalhar e, consequentemente, sem renda, pessoas mal intencionadas estão se aproveitando desse momento de fragilidade financeira e emocional das famílias. Por meio de mensagens compartilhadas pelo WhatsApp, os golpistas enviam links maliciosos que, ao serem acessados, podem roubar dados das vítimas. Segundo o laboratório de segurança digital da PSafe, mais de 4,5 milhões de brasileiros já acessaram esses links sobre o "coronavoucher" (liberação pelo Governo Federal de R$ 600 por três meses para trabalhadores informais).

O número de vítimas aumentou mais de quatro vezes em uma semana. No último dia 24 de março, esse golpe tinha atingido cerca de um milhão de brasileiros. Na ocasião, o Governo Federal havia anunciado que pagaria aos trabalhadores informais um voucher no valor de R$ 200.

151ª DP alerta para golpes virtuais

Por isso, tanto a Delegacia Legal de Nova Friburgo (151ªDP), quanto a prefeitura, estão divulgando uma série de alertas à população para que evitar que os friburguenses se tornem vítimas desses golpes. O delegado titular da 151ª DP, Henrique Pessoa, se manifestou recentemente através da página oficial da delegacia no Facebook, alertando os cidadãos friburguenses sobre o assunto.

“Não repasse seus dados sob alegação de cadastro para eventual ajuda governamental em relação às perdas decorrentes da crise gerada pelo coronavírus. Da mesma forma, evite ceder dados para eventuais financiamentos com juros atrativos, sendo certo que tais golpes aumentam em períodos críticos. Atenção redobrada também em relação a compras virtuais, tendo havido expressivo aumento de fraudes e golpes nesses dias de recolhimento preventivo. Antes de fechar a compra, procurem se certificar se os sites são confiáveis e o negócio seguro, evitando problemas e prejuízos relativos a compras pela internet”, alertou o delegado Henrique Pessoa.

Falsos fiscais da Vigilância Sanitária

Já na manhã desta quinta-feira, 2, a Prefeitura de Nova Friburgo divulgou um informe alertando os comerciantes locais com relação a falsos fiscais da Vigilância Sanitária. De acordo com a prefeitura, “as equipes do órgão municipal trabalham uniformizadas, com roupas e crachás contendo o brasão do município e nome em letra legível. A identificação está presente também nos documentos emitidos e veículos oficiais utilizados nas visitas”.

Além disso, a prefeitura lembra ainda que a Vigilância Sanitária é responsável por inspeções em vários segmentos com objetivo de preservar a saúde pública, principalmente nesse momento onde se faz necessário o cuidado redobrado em não permitir aglomerações de pessoas. No entanto, é importante ressaltar que o órgão não faz nenhum tipo de cobrança de taxa in loco, sendo todo atendimento gratuito e sem qualquer parceria ou convênio com empresas de qualquer natureza. Quem quiser mais informações ou esclarecimentos deve entrar em contato através do telefone (22) 2523-1958. 

 

LEIA MAIS

Restrições ficam ainda mais brandas, possibilitando o funcionamento de diversos setores em horário estendido

Prefeitura não divulga dados que embasaram a aferição da bandeira da próxima semana

Quase 200 CNPJs de Friburgo, Teresópolis, Petrópolis e Cabo Frio foram consultados; 69% ainda não enxergam volta à normalidade

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra