Prefeitura confirma estabilização no contágio de Covid em Friburgo

Autoridades de saúde do município relacionam atual cenário epidemiológico ao clima do inverno, quando aumenta disseminação de síndromes gripais
terça-feira, 28 de junho de 2022
por Adriana Oliveira (aoliveira@avozdaserra.com.br)
Prefeitura confirma estabilização no contágio de Covid em Friburgo

Pela primeira vez desde a mais recente nova onda de coronavírus, a Secretaria Municipal de Saúde admitiu ser “perceptível uma certa estabilização no contágio de Covid na comparação com as últimas semanas”. A boa notícia confirma o que A VOZ DA SERRA noticiou em meados de junho, com base no acompanhamento de cinco boletins seguidos: a Covid podia finalmente estar desacelerando em Nova Friburgo.

Na avaliação das autoridades de saúde do município, o atual cenário epidemiológico na cidade está relacionado ao clima do inverno, quando a disseminação de síndromes gripais se torna maior.

A Secretaria Municipal de Saúde reforça a necessidade de friburguenses com doses de vacina atrasadas buscarem uma unidade de saúde para completar a proteção.

Atualmente, em Nova Friburgo, vacinas contra a Covid-19 estão sendo aplicadas em todas as  pessoas acima de 40 anos, enquanto contra a gripe foi liberada para todas as faixas etárias. 

Da última quarta-feira, 22, até o boletim mais recente, divulgado nesta segunda, 27, foram registrados mais três óbitos por Covid. Dois deles, no entanto, ocorreram na semana passada, mas a notificação só foi feita agora. No total, subiu para 32.946 o número de infectados desde 2020, sendo 935 profissionais de saúde. O total de mortos chega a 954. Todos os óbitos normalmente são de pessoas idosas e com comorbidades.

Nestes cinco dias, foram 258 novos casos, uma média de 51 por dia - acima, no entanto, dos 30 de meados do mês. Nos hospitais da cidade, porém, a quantidade de internações se mantém baixa, com 39 internados, sendo apenas quatro em UTIs.

No fim de semana chegou a ser divulgada fila de espera de dois pacientes aguardando por leitos intensivos no Hospital Municipal Raul Sertã. No entanto, a Secretaria de Saúde esclareceu que o quadro clínico desses pacientes era estável e que a solicitação de UTI era apenas para monitorar e evitar a evolução dos casos.

Na última segunda, 348 testes de Covid foram aplicados pelo SUS, mas apenas 96 (menos de 30%) resultaram positivo, mantendo a tendência.

Ou seja, o coronavírus e suas variantes de fato dão sinais de arrefecimento, agora com muitos casos mais leves, sem exigir hospitalização, mas as estatísticas mostram que ainda é preciso manter o alerta contra a doença e não desprezar a vacinação. 

Na  semana de 2 a 9 de junho, Friburgo chegou a registrar, em sete dias, 905 novos casos e mais nove mortes por Covid. Só do dia 7 ao dia 9 houve, em 48 horas,  um pico de 203 novos casos e mais quatro óbitos.

 

LEIA MAIS

Pesquisadores concluem que pessoas jovens e saudáveis conseguem proteção duradoura após a terceira

Além da pólio e mais 18 doenças, Covid-19 e influenza são alvos dos imunizantes disponíveis para todas as idades

Na ação de combate à pólio e atualização das cadernetas das crianças, também haverá aplicação contra a Covid-19 para todos

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 77 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra