Mesmo com aumento de casos de Covid, bandeira continua amarela em Friburgo

Novo decreto da prefeitura modifica métrica reguladora: taxa média de ocupação dos leitos agora será aferida semanalmente
sábado, 28 de novembro de 2020
por Fernando Moreira (fernando@avozdaserra.com.br)
Movimento na Praça Getúlio Vargas em plena pandemia nesta sexta (Fotos: Henrique Pinheiro)
Movimento na Praça Getúlio Vargas em plena pandemia nesta sexta (Fotos: Henrique Pinheiro)

Após uma semana de apreensão e alerta devido ao significativo aumento no número de novos casos de coronavírus em Nova Friburgo – somente da última segunda-feira, 23, até esta sexta-feira, 27, foram contabilizados 312 novos casos da doença. Na quinta-feira, 26, o Hospital Unimed divulgou um informe à população alertando para essa nova onda de contágio e apelou para que todos reforcem as medidas preventivas para evitar a propagação da Covid-19.

Apesar da semana turbulenta e preocupante, a Prefeitura de Nova Friburgo anunciou no fim da tarde desta sexta-feira, 27, através de edição extra publicada no Diário Oficial eletrônico do município que a cidade permanecerá em bandeira amarela na próximas semana – de 30 de novembro a 6 de dezembro –, um estágio moderado de restrições da chamada retomada gradual e segura das atividades impostas pelo governo municipal, que indica “risco baixo” de contágio pelo coronavírus.

Havia a expectativa entre a população friburguense de que a cor da bandeira pudesse ser alterada nesta semana – para laranja ou até mesmo vermelha - devido ao grande número de novos casos registrados em todo o mês de novembro, sobretudo nas últimas duas semanas, segundo atestou o pesquisador Rafael Spinelli Parrilha, autor dos estudos que vêm embasando a flexibilização das atividades no município.

Segundo ele, a média móvel de 14 dias aumentou, pelos dados oficiais, em torno de 40%, mas o volume de internações e a quantidade de óbitos se mantêm baixos, o que, por enquanto, ainda é um bom indicativo. “Para que esses indicadores não evoluam negativamente, é essencial que a população siga as recomendações da nota publicada pela Unimed para reforçar a máxima atenção nas práticas de higiene e prevenção, uso de máscaras e não se aglomerar. Devemos nos manter alertas até que se tenha uma campanha efetiva para vacinação da população”, recomendou o especialista.

Novo decreto atualiza métrica reguladora

Na mesma edição extra do Diário Oficial eletrônico que instituiu a manutenção da bandeira amarela, também foi publicado o decreto 811, que atualiza as medidas restritivas e de funcionamento para os diversos setores da economia friburguense no enfrentamento à pandemia.

Até então, a métrica reguladora que vinha servindo como base para aferir a bandeira era composta por quatro indicadores: taxa de ocupação média dos leitos de CTI/UTI e dos leitos de enfermaria especificamente para o tratamento de casos suspeitos ou confirmados de Covid-19 no período de 14 dias; a taxa de letalidade do município de Nova Friburgo; e a variação do número dos novos casos positivos a cada 14 dias.

No entanto, esse cálculo sofreu uma pequena, porém, significativa alteração. A partir de agora a taxa de ocupação média dos leitos de UTI e dos leitos de enfermaria destinados especificamente ao tratamento de casos suspeitos ou confirmados da Covid-19 será aferida no período de sete dias, não mais em 14 dias, como era feito o cálculo até agora.

De resto, o funcionamento de indústrias, confecções, bares, restaurantes, comércios, shoppings centers, academias, entre outros setores, seguirá da forma como já estava nas últimas semanas, exatamente como prevê o decreto 758, publicado em 30 de outubro.

Prefeitura engrossa fiscalização

Em nota distribuída à imprensa na noite de quinta-feira, 26, a Prefeitura de Nova Friburgo informou que o Comitê Operativo de Emergência em Saúde (COE) está acompanhando o crescente número de casos de transmissão de Covid-19 na cidade que, segundo o próprio governo municipal, “acontece numa velocidade maior do que a verificada nos últimos meses”.

Ainda segundo a nota, somente na quinta-feira, seis estabelecimentos foram autuados por descumprimento do decreto referente ao regramento estabelecido para bares, restaurantes e casas de festas, sendo três deles interditados por estarem funcionando como boate e casa de show, algo ainda proibido por decreto. A prefeitura informou ainda que entre os dias 17 e 20 deste mês, as ações de fiscalização noturna resultaram em 68 inspeções, 39 termos de intimação, 12 interdições parciais, cinco autos de infração lançados, e cinco autos de infração em lançamento.

Em 24h, mais duas mortes e 97 novos casos na cidade

De acordo com o mais recente Boletim Coronavírus divulgado pela Prefeitura de Nova Friburgo no início da noite desta sexta-feira, 27, subiu para 4.703 o número total de casos confirmados de Covid-19 no município – um aumento de 97 novos casos em apenas um dia. Do total de infectados, 513 são profissionais de saúde, com quatro óbitos confirmados entre a classe. Ao todo, o município registra 175 mortes – duas a mais que o divulgado na quinta-feira, 26.

Nova Friburgo ainda contabiliza outros 19 pacientes com suspeita da doença. Destes, 12 estão em casa aguardando resultados dos exames, quatro estão internados e ainda há três óbitos em investigação. A prefeitura também informou o registro de 2.116 pacientes recuperados e 8.178 casos descartados. Ainda de acordo com o boletim, ao todo, 12.900 testes de Covid-19 foram realizados no município até agora.

Ocupação de leitos 

Ainda de acordo com o boletim divulgado pela prefeitura, a taxa média de ocupação dos leitos de UTI destinados exclusivamente ao tratamento de pacientes com Covid-19 nesta sexta-feira, 27, nos hospitais locais foi de 38,1%: (Raul Sertã: 15%); (Unimed: 80%); (São Lucas: 30%); e (Serrano: 100%). Dos 42 leitos disponíveis, 16 estavam ocupados. Já nos leitos de enfermaria, a taxa de ocupação foi de 49,2%: (Raul Sertã: 41,1%); (Unimed: 100%); (São Lucas: 16,7%); (Serrano: 50%). Dos 61 leitos disponíveis, 30 estavam ocupados.

A pandemia no estado

Já o Governo do Estado do Rio de Janeiro informou nesta sexta-feira, 27, que totalizava até então 347.348 casos confirmados e outros 22.448 óbitos em todo o território fluminense em decorrência da Covid-19. Ainda segundo a Secretaria estadual de Saúde, Nova Friburgo aparece nesta totalização com 4.456 casos confirmados – 247 a menos que o divulgado pelo município – e 167 óbitos pela doença – mesmo número divulgado na quinta-feira, 26, pelo Estado e oito a menos que o divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde de Friburgo.

 

 

LEIA MAIS

Megaoperação vai levar 5,5 milhões de unidades aos 92 municípios fluminenses em quatro dias

Pelo quarto dia seguido, novos casos em 24h ficam acima de cem. Ocupação de leitos sobe para mais de 70%

Medida visa a garantir acesso de pacientes infectados de forma democrática, transparente e integral

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra