Lixeiras vazias e… lixo pelo chão

Falta de educação de parte da população compromete a saúde e a imagem da cidade. Até máscaras são descartadas irregularmente em jardins e calçadas
sexta-feira, 21 de maio de 2021
por Jornal A Voz da Serra
(Fotos: Henrique Pinheiro)
(Fotos: Henrique Pinheiro)

As margens do Rio Bengalas em pleno trecho urbano de Nova Friburgo é uma opção para quem gosta de caminhar pelas calçadas, praticar esportes, pedalar na via compartilhada e até mesmo contemplar um pouco da natureza em meio ao movimentado trânsito das avenidas Comte Bittencourt e Galdino do Valle. Por ali, é possível desfrutar da sombra agradável de árvores frondosas e centenárias e apreciar os pássaros entre os galhos e vez ou outra até mesmo capivaras junto ao leito.

Mas nem tudo agrada a quem passa por ali. Chama atenção, quase que diariamente, a grande quantidade de lixo espalhado pelos jardins junto às margens do rio. E olha que não faltam lixeiras pelo percurso. Num flagrante feito por nossa equipe de reportagem ontem, 20, pela manhã, constatamos que todas as lixeiras das calçadas junto ao Bengalas estavam vazias. Quer dizer, as equipes de limpeza urbana da Secretaria Municipal de Serviços Públicos têm feito a sua parte, o que, pelo jeito, anda em falta, lamentavelmente, é a educação de parte da população friburguense que insiste em descartar o lixo irregularmente nos espaços públicos. 

Em nossa pequena caminhada, flagramos de tudo. Desde louças quebradas, a embalagens plásticas e de papel, copos, garrafas plásticas, papéis e até mesmo, máscaras, que exigem um protocolo especial para descarte no lixo doméstico, a fim de evitar possíveis contaminações pelo coronavírus. Tudo espalhado pelos jardins. A quantidade de lixo observada era tanta que conseguimos flagrar até um pássaro fazendo pouso sobre uma embalagem de sabão em pó. Em condições normais, essa parada da ave deveria ser em algum galho de árvore ou no gramado. 

Essas cenas ainda podem mudar, depende de nós. 

 

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: