Inverno chega nesta terça, mas frio mesmo, só no início de julho

Climatempo prevê outras duas ondas geladas ainda em julho e pelo menos uma em agosto
segunda-feira, 20 de junho de 2022
por Adriana Oliveira (aoliveira@avozdaserra.com.br)
Foto: Henrique Pinheiro
Foto: Henrique Pinheiro

O dia encoberto e cinzento não deixa dúvidas: o inverno está batendo à porta. A nova estação começa oficialmente às 6h14 desta terça-feira, 21, durando até as 22h04 de 22 de setembro.

Em Nova Friburgo, o inverno 2022 deve chegar sem frio intenso, com temperaturas amenas, variando entre 11 graus de madrugada e 19  graus à tarde. Na previsão dos meteorologistas do Climatempo, só deve esfriar mesmo na virada de junho para julho. Nos primeiros dias de julho, as mínimas em Friburgo devem cair para 6 graus. 

Como já explicado por A VOZ DA SERRA, o fenômeno La Niña continuará ativo durante todo o inverno, com intensidade de fraca a moderada. Segundo o Climatempo, o resfriamento do Oceano Pacífico aumenta a frequência de frentes frias pelo litoral, mas nem todas conseguem atingir o interior do país. No entanto, como o Atlântico está ligeiramente  mais quente, a formação de nuvens carregadas sobre o oceano pode provocar mais frentes frias sobre o continente. Além disso,  o contraste térmico da água do mar entre a costa do Sudeste do Brasil  e a costa do Uruguai e da Argentina não deve permitir a  permanência prolongada das frentes frias.

Assim, conforme a análise do Climatempo, ao longo do inverno de 2022 muitas frentes frias vão avançar pela costa do Sudeste, mas somente  algumas trarão massas de ar frio de origem polar, fortes e duradouras, caracterizadas como ondas de frio.

Depois da onda de frio na virada do mês, outras duas são esperadas ainda em  julho: uma na primeira quinzena e outra no fim do mês. 

Durante o mês de agosto, ainda há expectativa de pelo menos uma massa de ar frio de origem polar com forte intensidade, suficiente para provocar condições para geada em áreas de altitude e descampadas do Sudeste.

Já em setembro o  destaque será a rápida elevação de temperatura, com previsão de onda de calor na segunda quinzena do mês.

Historicamente, anos muito frios coincidiram com a presença do La Niña.  Apenas seu antagônico, o El Niño (aquecimento do Pacífico), é capaz de bloquear massas de ar frio.

 

LEIA MAIS

Defesa Civil registrou 16 ocorrências como quedas de árvores e destelhamentos, sobretudo em Olaria, Cônego e Cascatinha

Ainda deve chover e ventar em Friburgo na noite desta quarta, mas sol pode voltar já nesta quinta

Cada cor respeita uma ordem de floração, que pode ocorrer de forma alterada a cada ano, dependendo do clima

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 77 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: Clima