Fogo na mata queima área equivalente a 4 campos de futebol em morro no Prado

Combate mobilizou 3 viaturas por mais de 6h e consumiu cerca de 5 mil litros de água em plena estiagem, segundo o 6º GBM
quarta-feira, 15 de setembro de 2021
por Adriana Oliveira (aoliveira@avozdaserra.com.br)
As labaredas no alto do morro (Foto de leitor)
As labaredas no alto do morro (Foto de leitor)

Um grande incêndio florestal atingiu, no fim da tarde desta terça-feira, 14, uma área de mata no Prado, no distrito de Conselheiro Paulino, assustando centenas de moradores. Segundo o 6º Grupamento de Bombeiro Militar (GBM), que foi acionado às 16h20m para a ocorrência na Rua Melita Melhado, o combate ao fogo durou mais de seis horas, mobilizou três  viaturas e consumiu cerca de cinco mil litros de água, em plena estiagem. A área queimada chegou a 30 mil metros quadrados,  o equivalente a quatro campos de futebol.

Só na última semana os bombeiros de Nova Friburgo prestaram atendimento  a 11 eventos de fogo em vegetação, informou o comando do 6º GBM. Segundo o Climatempo, o risco de queimadas, que costuma ser alto em agosto, ainda continuará acima da média neste mês de setembro, devido à previsão de pouca chuva.

Algumas frentes frias são esperadas ao longo do mês e outras instabilidades também devem provocar chuvas em setembro sobre todo o Brasil, mas não volumosas a ponto de  reverter esse quadro de seca em algumas regiões. Áreas da Mata Atlântica estão entre as mais  suscetíveis a novos focos de incêndio.

Com mais de cem mil focos de incêndio neste ano, o Brasil lidera o ranking dos países com mais queimadas de toda a América do Sul, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) divulgados pelo Climatempo. Desde o final de março, muitas áreas do interior do país enfrentam um período de estiagem e, com a falta de chuvas regulares, os índices de água no solo continuam muito baixos, o que favorece o aumento das queimadas pelo país.

Em Nova Friburgo, por exemplo, a chuva esperada para o fim da tarde desta quarta-feira, 15, não ocorreu - pelo menos não até a atualização desta notícia. O forte calor,  a seca e a baixa umidade relativa do ar nos últimos dias, nesta última semana do inverno, se devem a um sistema pré-frontal, que antecede a chegada de frentes frias. As máximas estão próximas de 30 graus.

No entanto, a frente fria que causou temporais fortes no Sul no início desta semana chegou enfraquecida ao Sudeste. Para esta quinta e sexta, a previsão continua sendo de possibilidade de pancadas de chuva no fim da tarde, mas, para o fim de semana,  a previsão é de sol pleno.

Fogo também em Olaria

Uma residência localizada atrás do Espaço Decor, na Avenida Conselheiro Julius Arp, em Olaria, também pegou fogo no final da tarde desta quarta-feira, 15. De acordo com informações do 6ºGBM, o fogo foi rapidamente controlado. Ainda de acordo com os bombeiros, o fogo também atingiu parte da vegetação, mas não houve vítimas.

LEIA MAIS

Friburgo registra mínima de 8 graus em plena primavera, mas sol deve reaparecer aos poucos a partir desta quinta

Detritos recolhidos serão separados e os materiais recicláveis ganharão devida destinação

"Perdemos mais de 14 alas ensacadas, carro alegórico, material de acabamento e decoração", contabiliza a direção da escola

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra