Em uma semana, mais 5 mortes e 228 novos casos de Covid em Friburgo

Boletins mostram que, apesar da gravidade menor, alerta e vacinação contra a doença devem ser mantidos
quinta-feira, 23 de junho de 2022
por Adriana Oliveira (aoliveira@avozdaserra.com.br)
O duro retrato da Covid: idosa com sintomas leves da doença em casa, em Nova Friburgo (Foto:  Adriana Oliveira)
O duro retrato da Covid: idosa com sintomas leves da doença em casa, em Nova Friburgo (Foto: Adriana Oliveira)

Enquanto a Covid-19 e suas variantes dão sinais de arrefecimento, agora com muitos casos mais leves, sem exigir hospitalização, as estatísticas mostram que ainda é preciso manter o alerta contra a doença e não desprezar a vacinação. Em uma semana, mais cinco friburguenses morreram vitimados pelo coronavírus e a cidade registrou 228 novos casos, o que dá uma média de 32 diagnosticados por dia, sem considerar os testes domésticos e ambulatoriais.

É o que revela o mais recente boletim da prefeitura sobre os números de infectados, divulgado com um um intervalo de sete dias - da quarta passada, 15, para esta quarta, 22. Os motivos foram o feriado do dia 16 (Corpus Christi) e o incêndio no poste na rua da Vigilância Sanitária, deixando o setor sem acesso ao sistema para consolidar as informações. Sistema, aliás,  que vem apresentando problemas eventuais desde quando houve um ataque de hackers ao Ministério da Saúde, no ano passado. Por isso, somente as taxas de ocupação e a quantidade diária de testes foram divulgadas normalmente.

Conforme o novo boletim, Friburgo registra agora 951 mortos por Covid desde o início da pandemia. O total de casos chega a 32.688, sendo 930 profissionais de saúde. O total de hospitalizados nesta quarta-feira era de 32, contra 31 na quarta passada. Apenas oito pacientes continuaram em UTI.

Com relação aos testes diários aplicados na rede SUS do município, foram 403 na quarta passada e 483 nesta quarta, com 109 resultados positivos agora, e 115 na quarta passada. Ou seja, os resultados negativos seguem maioria, numa proporção de 30% reagentes contra 70% não reagentes. 

Todos os óbitos foram de pessoas idosas e com comorbidades.

Em desaceleração

Em meados de junho, A VOZ DA SERRA noticiou, com base no acompanhamento de cinco boletins seguidos, que a Covid poderia estar desacelerando em Friburgo. Da sexta-feira, 10, até  terca, 14, quasee 1.700 friburguenses com sintomas fizeram testes na rede municipalmas só  499 testaram positivo (outras 1.194 não estavam com a doença). As internações também baixaram naqueles cinco dias, de 42  para 34.

Na  semana de 2 a 9 de junho, Friburgo registrou, em sete dias, 905 novos casos confirmados e mais nove mortes por Covid. Nesse mesmo período, os testes diários que resultaram positivos totalizaram 803. Só do dia 7 ao dia 9 houve, em 48 horas,  um pico de 203 novos casos e mais quatro óbitos.

 

LEIA MAIS

Em relação a julho, casos de Covid aumentam na 1ª semana, embora com menos mortes e internações; em um ano foram 13 mil casos e 211 mortes

Em uma semana, quase 2 profissionais de saúde foram infectados por dia; já UTIs estão zeradas

Quantidade de pessoas infectadas neste mesmo período chegou a 229, média de 33 por dia

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 77 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: sude | coronavírus