Climatempo prevê chuvas volumosas na Região Serrana até 5 de janeiro

Nova frente fria deve chegar quando tempo começar a melhorar, neste fim de ano
quarta-feira, 23 de dezembro de 2020
por Adriana Oliveira (aoliveira@avozdaserra.com.br)
As instabilidades dobre o Sudeste (Reprodução: Climatempo)
As instabilidades dobre o Sudeste (Reprodução: Climatempo)

As chuvas anunciadas para o Natal podem chegar com força na Região Serrana do Rio e se prolongar, com breves períodos de trégua, até a primeira semana de janeiro, alerta o Climatempo. 

Uma frente fria quase parada no litoral do Rio e a presença de uma zona de convergência que traz umidade da Amazônia para o Sudeste (ZCAS)  formam as nuvens carregadas que predominam em todo estado nesta quinta-feira, 24, véspera de Natal.

Durante o fim de semana, no entanto, as áreas de instabilidade na Região Sudeste enfraquecem um pouco, o que vai permitir maiores períodos com sol. Mesmo assim, pancadas de chuva ainda poderão acontecer. 

Na sexta-feira de Natal, 25, a ZCAS ainda estará ativa, alimentando o tempo chuvoso. 

Neste fim de ano, uma frente fria avança rapidamente pelo Sul do Brasil e chega ao Sudeste bem na sexta-feira, 31. Essa frente fria provoca vento forte no Sul e, ao chegar ao Sudeste, reforça as instabilidades que já vão estar sobre a região, provocando muita chuva já no primeiro dia de 2021.

Há indicação de chuva forte e volumosa no primeiro dia de janeiro, inclusive no Estado  do Rio. Entre 1º e 5 de janeiro, a frente fria fica quase parada ao largo do litoral do Rio  e as instabilidades desse sistema são reforçadas por uma nova ZCAS.

Por causa dos elevados volumes de chuva já verificados e da previsão de mais chuvas volumosas para os próximos dias, é elevado o risco de deslizamentos em regiões como a Serrana do Rio.

Pela medição do Cemaden, em apenas três horas desta terça, 22, choveu 160mm em áreas de Magé, o que corresponde a mais da metade da média normal de chuva para todo mês de dezembro na região.

O Instituto Nacional de Meteorologia registrou 83,2mm em apenas uma hora sobre Xerém, em Duque de Caxias. As chuvas fortes causaram alagamentos em Petrópolis e Macuco.

 

LEIA MAIS

Bloqueio atmosférico dificultará chegada de frentes frias e dias devem ser ensolarados, com temporais nos fins de tarde

Empresa diz que itinerários normais serão retomados assim que circulação segura dos ônibus for possível

Municípios mais atingidos são Itaperuna e Aperibé

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: Clima | Natal