Centro de Triagem: uma longa espera sob o sol quente

Segundo uma das pessoas que estavam aguardando o teste, ela estava no local há mais de quatro horas
terça-feira, 06 de abril de 2021
por Thiago Lima (thiago@avozdaserra.com.br)
A fila no Centro de Triagem da Via Expressa nesta terça (Fotos de Henrique Pinheiro e de leitores)
A fila no Centro de Triagem da Via Expressa nesta terça (Fotos de Henrique Pinheiro e de leitores)

Um dos centros de triagem para Covid-19 em Nova Friburgo funciona no Centro de Referência em Assistência Social (Cras), na antiga Praça CEU, na Via Expressa, no bairro Olaria. O horário de atendimento do Centro de Triagem é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Na manhã da última segunda-feira, 5, nossa redação recebeu denúncias de pacientes que reclamaram sobre a longa espera para o atendimento e a falta de cadeiras para espera. Com isso, algumas pessoas que se sentiram mal, tiveram que aguardar deitadas no chão da quadra de esportes localizada no espaço. 

Ainda de acordo com um leitor, que relatou a situação, teve paciente que ficou mais de sete horas no local - desde a fila para pegar a senha até o resultado do exame de Covid-19. “Cheguei no local às 8h e só 12h30 consegui pegar minha senha. Três horas depois disso, consegui realizar o teste. Dentro da sala para a realização do teste tinha lugar para sentar mas na fila não. Cerca de 20 minutos depois da realização do exame, saiu o resultado”, relatou. 

Na manhã desta terça-feira, 6, a equipe de A VOZ DA SERRA compareceu até o local, constatando, mais uma vez, a longa espera dos pacientes para a realização do exame. Segundo uma das pacientes que estavam aguardando o teste, já eram mais de quatro horas de espera. “Eu cheguei no Centro de Triagem às 7h e peguei a senha às 9h30. E foi uma das últimas fichas. Consegui a senha 97”, disse ela, ainda na fila, às 11h40. 

Nossa equipe constatou que ontem a prefeitura providenciou maior quantidade de cadeiras na quadra de esportes. O que observamos é que, mesmo com a oportunidade de sentar nas cadeiras, algumas pessoas optaram por aguardar no chão. 

O que diz a prefeitura 

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o espaço na via expressa é destinado exclusivamente aos atendimentos de casos suspeitos, triagem e testes. No local serão realizados testes conforme a orientação médica (rápidos ou RTPCR- swab nasal). 

Durante o atendimento, os pacientes mais graves são encaminhados ao Hospital Municipal Raul Sertã. Dessa forma, o hospital atende somente os casos graves e que precisam de internação. A intenção é separar esses pacientes dos outros tipos de atendimentos e, com isso, desafogar o Raul Sertã.

Sobre a longa espera para a realização do teste de Covid no Cras de Olaria e a distribuição de 100 senhas por dia, a prefeitura esclareceu que, segundo a Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Subsecretaria de Atenção Básica, o atendimento na unidade aumentou consideravelmente. Em janeiro, por exemplo, houve registro de apenas 17 atendimentos a pacientes, em média, por dia. Ontem, 6, essa marca atingiu 275 pessoas aguardando por atendimento na fila. A equipe de funcionários que trabalha no local está completa, mas há grande demanda. É importante destacar que o tempo de espera para cada paciente é em torno de meia hora, uma vez que, só para fazer a leitura do teste em cada paciente, o aparelho leva em média 20 minutos para mostrar o resultado. 

A Secretaria Municipal de Saúde destaca ainda que o Centro de Triagem (CT) atende exclusivamente aos pacientes com sintomas leves de síndrome gripal, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, o horário de entrada na unidade é até as 12h. Ou seja, os pacientes que chegam ao Centro de Triagem com esses sinais são triados até as 17h. A Subsecretaria de Atenção Básica destaca ainda, que pacientes que apresentem sintomas graves como falta de ar, cansaço extremo, sinais neurológicos, devem procurar a emergência do Raul Sertã, e vale ainda ressaltar que não há tratamento preventivo da Covid e, que a melhor maneira de evitar contrair o vírus é a utilização de máscaras, álcool em gel e o isolamento social.” 

 

LEIA MAIS

Nova área faz parte do plano de modernização do hospital

A importância da saúde da boca para o nosso bem-estar

Rotary Club e Estácio promovem o evento “Ativismo no Outubro Rosa” no campus da universidade

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra