Nosso compromisso

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

sexta-feira, 27 de março de 2020

Para pensar:

“A comoção é um momento propício que permite estabelecer um novo sistema de Governo”

Naomi Klein

Para refletir:

“A cada dia basta o seu cuidado.”

Jesus Cristo

Nosso compromisso

Como os leitores estão cansados de saber, muita gente tem acusado a imprensa de promover histeria, ao difundir informações oficiais, que estão em sintonia com a comunidade científica internacional e os ministérios de Saúde dos mais diversos países, incluindo o nosso próprio.

Há quem acredite que não dar a devida importância ao problema que enfrentamos seria o melhor a se fazer.

Confiança mútua

A coluna, no entanto, sempre aposta na maturidade do leitor, e tem acumulado muito mais experiências positivas do que negativas nesse sentido.

Por aqui, acreditamos que a maneira mais sólida e honesta de evitar o pânico é justamente falar francamente, e reduzir nas pessoas - ao menos na parte que nos cabe - a sensação de que possam estar lhes escondendo a verdade, ou parte importante dela.

A coluna confia em seus leitores, e sabe que o sentimento é recíproco.

Precisa melhorar

Certo, mas por que toda essa conversa agora?

Bom, porque ao longo desta quinta-feira, 26, algumas situações não correram nada bem aqui em nossa cidade.

Em especial os esforços para a vacinação contra a Influenza acabaram redundando em aglomerações de idosos que vão contra tudo o que se faz necessário para achatar a curva de contágio da Covid-19.

Hora da razão

A coluna ouviu muitas pessoas a esse respeito, tentando compreender o que deu errado.

A primeira leitura é de que o lado emocional prevaleceu em detrimento da razão, uma vez que várias pessoas com menos de 70 anos ignoraram as orientações e não esperaram o momento planejado para que fossem imunizadas.

Além disso, pessoas vindas de outros municípios também chegaram em busca da vacina, causando filas enormes e o trânsito deu um nó em torno do Colégio Anchieta que demorou horas para se desfazer.

Insegurança

E por que isso aconteceu?

Uma leitora manifestou sua opinião, após esperar por muitas horas pela vacina no engarrafamento do Anchieta.

“Todo mundo entendeu que o sistema drive-thru seria oferecido apenas nesta quinta-feira, 26, e que o número de vacinas disponíveis neste lote não era suficiente para vários dias. Então, todos que tinham a possibilidade de levar os idosos em carros quiseram aproveitar essa oportunidade, daí a procura tão elevada.”

Ampliar o foco

A mesma leitora enfatiza que uma vez dentro do terreno do colégio, encontrou tudo bem organizado e funcionando a contento. Um relato semelhante a outros vindos de postos de saúde, que também descrevem organização satisfatória no local da aplicação, mas filas e aglomerações do lado de fora.

Cuidados maiores

Parece claro, portanto, que a população precisa fazer a sua parte e respeitar os cronogramas estabelecidos - inclusive porque doses da vacina vão continuar a chegar sistematicamente.

Entrar em pânico, definitivamente, não é um luxo que possamos nos permitir nesse momento.

Da mesma forma, parece evidente que a organização precisa de apoio para proteger também o que acontece nas áreas externas aos postos de vacinação.

Prevenção máxima

Porque gente, é sério, não podemos mais nos arriscar dessa forma.

Por aqui muitos testes ainda aguardam resultado, e temos todos de ser responsáveis em relação a essas informações.

Ninguém quer se antecipar aos fatos, mas lidamos hoje com a perspectiva - tomara que ela não se confirme! - de que uma cadeia de transmissão já pode ter se estabelecido entre nós.

Mesmo que o tempo nos dê a alegria de derrubar essa hipótese, é com ela que devemos trabalhar no momento de definir o nível de precaução que estamos dispostos a adotar.

Vox populi

Muitos leitores pedem à Secretaria de Saúde de Nov Friburgo que tente distribuir a vacinação em maior variedade de espaços e ao longo de período de tempo mais amplo, a fim de reduzir as aglomerações.

A coluna não tem condições de informar se os recursos para tanto estão disponíveis, mas cumpre seu papel de dar voz aos desejos de quem frequenta este espaço.

Esperança

É certo que, quando a poeira baixar, nossa economia irá precisar de muita criatividade, empatia, e consciência coletiva para se recuperar.

A esse respeito, a coluna encerra os trabalhos de hoje com uma notícia pequenininha, mas ainda assim animadora.

Firmes e fortes

A InovAtiva Brasil registrou 694 inscrições em todo o território nacional para seu ciclo de aceleração 2020.1.

Dessas, 59 partiram do Estado do Rio de Janeiro.

E, na lista dos 92 municípios fluminenses, Nova Friburgo aparece na segunda posição, com sete inscrições (equivalentes a 11,86% do total estadual), atrás apenas da capital.

Tempos difíceis virão, sim. Mas a história friburguense é marcada pela resiliência, e a coluna tem total confiança em nossa capacidade para superar mais este desafio.

Seguimos juntos.

Publicidade
TAGS:

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.