Expostos

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

quarta-feira, 18 de março de 2020

Para pensar:

“Porque todos nós vivemos debaixo do mesmo sol

Todos nós caminhamos sob a mesma lua

Então por que, por que não podemos viver em união?”

Scorpions

Para refletir:

“O destino é cego, e o raio que fulmina sobre a cabeça do culpado também às vezes debruça sobre o lodo o lírio puro da inocência e da virtude.”

Bernardo Guimarães

Expostos

Há nove anos, a tragédia climática mostrou a todos nós que tempos atípicos trazem à tona o caráter das pessoas.

Enquanto alguns comerciantes praticavam preços abusivos, outros assumiam prejuízos diante do firme compromisso para com a cidade e com seus funcionários.

Enquanto alguns de nossos conhecidos se revelaram covardes e egoístas, outros se mostraram verdadeiros heróis, ou ao menos pessoas engajadas e solidárias.

Transparência

Sob diversos aspectos, estamos novamente vivendo dias de especial transparência.

O confronto com uma ameaça concreta à saúde coletiva, que de forma muito simbólica tem justamente na união de esforços e na consciência coletiva sua mais eficiente forma de prevenção, tem demonstrado que a passionalidade com que nossa sociedade tem se deixado influenciar e envenenar por táticas de propaganda tão antigas quanto o uso da própria linguagem já produziu efeitos maiores e mais profundos do que se poderia imaginar.

Retardo

Existe um delay, um atraso de alguns dias para a obtenção de dados precisos a respeito da evolução da pandemia do coronavírus.

Assim, o quadro que efetivamente temos hoje é aquele que veremos apenas daqui a algum tempo, quando naturalmente já estiver defasado, fazendo lembrar aquele aforismo de que quando olhamos para o céu estamos na verdade vendo como ele era há milhares de anos.

Tendo isso em mente, reações adequadas à pandemia sempre parecerão exageradas - e se tiverem êxito muitos não chegarão a ter a dimensão correta dos riscos que foram evitados.

Insensatez

Trata-se, portanto, de um contexto especialmente fértil para a ignorância, sobretudo num momento em que estamos tão divididos, tão condicionados, tão propensos a teorias conspiratórias e a interpretações rasas, generalizantes, estereotipadas.

As manifestações do dia 15, por exemplo, foram de uma insensatez sem tamanho.

A caminho da aglomeração, um idoso de 72 anos, diabético e hipertenso, disse a este colunista que “o corona a gente cura, a corrupção não”.

Outros disseram que “o sistema” quis impedir a marcha, ignorando por completo a dimensão mundial do problema.

Paralisados

Diante da repercussão negativa do ocorrido - que em última análise torna ainda mais insensato tudo o que ocorreu - logo começaram a circular memes afirmando que 1300 pessoas - incluindo aí os responsabilizados da vez pelo distanciamento entre aquilo que se promete e aquilo que efetivamente se alcança - haviam se reunido para a festa de inauguração da CNN Brasil pouco após terem criticado o presidente da República.

E muita gente passou isso adiante, como se as críticas ao comportamento do presidente pudessem ser reduzidas a mera hipocrisia, sem se dar ao trabalho de apurar que a festa, na verdade, havia acontecido no dia 9 - embora isso não signifique que ela deveria ter sido realizada.

Fantasia útil

Ora, se continuamos decididos a construir muros mesmo quando a vida esfrega em nossas caras o quanto estamos interligados, então por que não trazer essa competição para algo ao menos producente, como por exemplo cada lado se esforçar por demonstrar qual é mais consciente, mais engajado e mais ocupado em proteger o coletivo?

Ao menos essa fantasia teria alguma utilidade...

Maturidade

Fontes na Fiocruz indicam preocupação com possibilidades de duplo contágio, considerando a alta incidência de sarampo, dengue e até mesmo influenza em regiões específicas de nosso território.

A seriedade da situação, no entanto, obviamente não é motivo para histeria, mas sim para maturidade.

Em escala nacional, por exemplo, apelos têm sido feitos para que não cessem as doações de sangue, e a coluna repercute esse pedido junto aos leitores.

Esperança (1)

No fim, o que mais preocupa este colunista no contexto atual é também algo que guarda uma pontinha tímida de esperança.

Porque só sairemos dessa situação sem grandes estragos se trabalharmos juntos, se dialogarmos de alguma forma.

Esperança (2)

É evidente que o Brasil, neste momento, sofre as consequências de um quadro autoimune, e por isso se coloca no grupo de risco da pandemia.

Mas, quem sabe se essa chacoalhada não serve, no fim das contas, para acordar alguns de nós para a vida?

Tomara.

Portas fechadas

O Sinsenf – Sindicato dos Servidores Públicos municipais - enviou ofício ao prefeito Renato Bravo solicitando álcool gel para todas as repartições públicas da administração municipal, incluindo secretarias e hospitais.

“Entendemos que nesse momento o álcool em gel é equipamento de proteção individual indispensável, e como uma instituição militante interessada no bem-estar dos seus servidores e familiares, encerraremos os nossas atendimentos por 15 dias a partir desta quinta-feira 19. É o mais prudente, e cada um tem que fazer a sua parte”, explicou a direção do sindicato.

Boa notícia

A coluna vai tentar, dentro do possível, encerrar seus trabalhos nos próximos dias com alguma boa notícia.

A de hoje é o registro de que os candidatos ao benefício de isenção e cotas e ação afirmativa para o vestibular do Centro de Educação a Distância do Estado do Rio (Cederj) do segundo semestre de 2020 têm até o próximo dia 27 para fazer a sua solicitação. Não serão aceitos pedidos após essa data.

Como proceder

Interessados em obter a gratuidade precisam preencher o requerimento de pré-inscrição no site do Instituto Selecon, organizador do vestibular, e enviar a documentação exigida digitalizada em PDF, seguindo as orientações que constam no edital.

A lista dos documentos está disponível no site do instituto, e a isenção da taxa será concedida mediante avaliação socioeconômica para o candidato que comprovar renda per capita mensal de até R$ 1.567,50.

Opções

O período de pré-inscrição para os interessados em participar do sistema de cotas, cotas de ação afirmativa e reserva de vagas para professores da rede pública é o mesmo, até o próximo dia 27, no mesmo endereço eletrônico.

O resultado da análise das solicitações será publicado na internet no dia 29 de abril.

Os cursos oferecidos são Licenciatura em Biologia, Geografia e Pedagogia (Uerj), Química (Uenf), Licenciatura em Letras e Tecnólogo em Segurança Pública (UFF), e o novo curso de Ciências Contábeis, que também vai ser diplomado pela UFF.

Publicidade
TAGS:

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.