Educação

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

terça-feira, 07 de julho de 2020

Para pensar:

“A música exige que primeiro se olhe dentro de si e depois expresse o que é elaborado na partitura e na performance.”

Ennio Morricone

Para refletir:

“No amor como na arte, constância é tudo. Não sei se há amor à primeira vista ou intuição sobrenatural. Eu sei que há persistência, consistência, seriedade, duração.”

Ennio Morricone

Educação

Em meio a um volume excepcionalmente grande de notícias, algumas informações importantes acabam ficando para trás, mas nem por isso podem deixar de ser registradas.

A rede municipal de Educação andou rendendo algumas dessas ultimamente.

Útil e agradável

A prefeitura acatou requerimento do Conselho Municipal de Educação (CME), das comunidades escolares, da sociedade civil, dos sindicatos Sinpro e Sepe, e desde o último dia 30 de junho, os alunos da rede municipal de ensino de Nova Friburgo começaram a receber os kits da agricultura familiar.

Ao todo, mais de 17 mil kits estão sendo montados nas escolas e creches para que sejam repassados aos pais/responsáveis pelos alunos, em meio a um complexo trabalho de logística.

Dinâmica

Graças à chamada pública 001/2020 para aquisição de gêneros alimentícios provenientes da agricultura familiar, realizada em janeiro, foi possível adquirir, com verba específica do Governo Federal, toneladas de alimentos que serão distribuídos até a próxima semana, chegando às 120 unidades, entre escolas e creches, e movimentando a economia local por meio das associações de produtores que participaram do processo.

Parcerias

Os kits estão sendo montados na véspera da entrega e os diretores organizaram, junto aos pais, a forma de retirada, seguindo os protocolos de segurança, utilizando máscaras de barreira e tendo à disposição os protetores faciais feitos em acetato, doados pelo projeto FaceShield, uma parceria estabelecida entre a Uerj e a UFF, com as empresas do setor metal mecânico da cidade, do Fab Lab do Senai, intermediada pela Secretaria Municipal de Ciência e Tecnologia, ainda durante a gestão do atual secretário municipal de Educação, Marcelo Verly.

Composição

Os conjuntos individuais são compostos pela combinação de oito dos seguintes produtos: abóbora, abobrinha, alface, batata doce, beterraba, brócolis, cenoura, couve, couve-flor, espinafre, inhame, repolho, tomate, banana, tangerina ponkan e leite em pó.

Por se tratarem de produtos perecíveis, os diretores foram orientados a verificar os kits e solicitar aos pais que fizessem o mesmo ao receber os alimentos.

Questionamentos

Houve, contudo, questionamentos em relação à forma como se deu a retomada de “atividades presenciais internas nas escolas municipais, com participação de funcionários e funcionárias de apoio”.

No entendimento do Sepe, a existência de “relatos de escolas solicitando que o material de higiene, como álcool e máscaras, sejam levados pelo trabalhador, pois a escola não os irá disponibilizar a todos” seria indício de procedimentos um tanto apressados.

Sugestão

Aproveitando o gancho fornecido pelos kits, fica aqui uma sugestão para os grupos que pretendem concorrer a cargos eletivos nas próximas eleições.

Que tal a elaboração de um fundo - temporário, que seja - voltado a adquirir parcela pequena da produção municipal de alimentos e os distribuir entre a parcela mais necessitada de nossa população, a partir de levantamentos e orientações realizados pela própria Secretaria de Assistência Social?

A se pensar

O valor naturalmente não precisaria ser elevado, mas certamente qualquer ação neste sentido seria importante para a economia e, acima de tudo, para assegurar que ninguém passe fome em nossa cidade, ao longo deste período de grave crise financeira.

Difícil imaginar pauta que possa ser mais importante.

Apoio

O vereador Wellington Moreira elaborou recentemente uma indicação legislativa que a coluna faz questão de registrar e apoiar.

“A adoção de medidas de isolamento traz inúmeros questionamentos a respeito dos efeitos que elas podem ter sobre diversos aspectos das vidas das pessoas, inclusive no âmbito psicológico. Estudo realizado com o objetivo de compreender o impacto psicológico que a quarentena provoca foi publicado na prestigiosa revista científica The Lancet, em fevereiro deste ano. Trata-se de uma revisão sobre o assunto, que incluiu estudos relacionados a surtos ou epidemias de Sars, Ebola e H1N1, além de outros, publicados entre 2004 e 2019.” 

Segue

“A maioria desses estudos apontou a ocorrência de efeitos psicológicos negativos, como estresse pós-traumático, depressão, melancolia, abuso de substância, confusão mental e irritabilidade. Segundo esses estudos, os principais fatores desencadeantes dos efeitos psicológicos dessas medidas restritivas são: o próprio estado de quarentena, que implica na modificação da rotina e limitação da mobilidade; a duração prolongada da quarentena; o medo de infecções; frustração; tédio; suprimentos inadequados; informação limitada; perdas financeiras; e estigma.

Assistência psicológica

“Com as justificativas supracitadas este projeto pretende conferir proteção às pessoas submetidas a medidas de isolamento e quarentena, mediante a prestação de assistência psicológica remota. O próprio Conselho Federal de Psicologia (CFP) já regulamentou o atendimento psicológico on-line, por meio da resolução 11, de 11 de maio de 2018.”

Redação

Em essência, a redação “Estabelece o direito de todo cidadão friburguense receber tratamento gratuito e também assistência psicológica remota, a ser provida em acordo com as normas editadas pelo Conselho Federal de Psicologia”.

Raras são as vezes em que uma indicação legislativa é aprovada, mas fica aí o registro para conhecimento dos leitores.

Riscos (1)

A perspectiva de que o próximo prefeito possa ser eleito com 23 mil votos, ou até menos, agrega alguns fatores de risco às próximas eleições.

O peso proporcional de cada voto comprado, por exemplo, torna-se muito maior - e sempre há dinheiro de sobra para quem se lança a esse tipo de comércio.

A interferência econômica, geralmente mais influente na composição do plenário, pode desta vez se mostrar também decisiva para o Executivo.

Riscos (2)

Da mesma forma, os chamados “tetos”, geralmente estabelecidos pelos índices de rejeição, passam a não influenciar tanto assim, quando tudo indica que bastará o apoio de pouco mais de 10% da população para eleger o próximo prefeito.

Tanto um motivo quanto outro certamente expõem todos nós a um momento bastante delicado, politicamente falando…

Publicidade
TAGS:

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.