Dignidade

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

quarta-feira, 08 de julho de 2020

Para pensar:
"Armamentista arranja tiroteio como hipocondríaco arranja doença. Quem procura sempre acha."
Alexandre Campos

Para refletir:
“Busque respeito, não atenção. Ele dura mais.”
Ziad Abdelnour

Dignidade

A coluna sempre se alegra quando tem oportunidade de fazer elogios à administração municipal, e hoje é uma dessas ocasiões.

Dias atrás a prefeitura concedeu o título de posse a 44 famílias que há muitos anos viviam de maneira precária num conjunto habitacional na Granja Spinelli originalmente destinado às vítimas das chuvas de 2007.

De acordo com o governo, a ação é o desfecho de uma longa negociação junto à Caixa Econômica Federal que permitiu a regularização fundiária das casas populares no bairro.

Finalmente

A prefeitura lembra ainda que, “além da posse legal, a regularização fundiária permitirá que os moradores, que vivem em condições de alta vulnerabilidade socioeconômica, passem a ter direito a benefícios como saneamento básico e aos serviços de água e energia elétrica. Detalhes técnicos quanto a metragem das unidades e frações ideais também foram anexados à documentação”.

A coluna acompanha há muitos anos o drama desta comunidade, e fica muito satisfeita por finalmente ter oportunidade de publicar tais informações.

Para perder a fé

A forma inconsequente como tanta gente tem se comportado após o início da flexibilização, aqui ou em alguns municípios próximos a nós, tem representado um duro desafio à conservação da fé na capacidade coletiva de se comportar de maneira sensata, sustentável e altruísta.

É surpreendente (e desanimador) observar que ainda precisamos de leis e fiscalização para assegurar comportamentos óbvios, contra os quais restam apenas posturas negacionistas e alienadas.

Vendo tudo isso, fica fácil entender a quem tantos de nossos políticos representam.

Adolescência

Desdém em relação ao uso de máscaras e a protocolos básicos, ironias maldosas para com quem entende que proteger pessoas queridas passa por proteger a si mesmo, e a mais absoluta falta de respeito e gratidão para com profissionais expostos a riscos, ou diretamente atingidos economicamente pelas medidas de isolamento.

É triste constatar que a pandemia irá passar, mas tudo o que ela revelou a respeito de nós mesmos ainda há de nos assombrar por muitos e muitos anos.

Para recuperar a fé

Felizmente, contudo, ainda há muita gente boa em ação, e é preciso lhes dar atenção.

Paralelamente às correntes de solidariedade, a integração entre a comunidade científica e as necessidades da sociedade têm estabelecido pontes que, se mantidas para o futuro, podem resultar em grandes benefícios para ambos os lados.

Mais detalhes

Dias atrás, por exemplo, a coluna registrou que um projeto de parceria entre os campi friburguenses de UFF e Uerj voltado a produzir Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e odonto-médico-hospitalares no enfrentamento da Covid-19 teve proposta aprovada em edital da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj).

Agora temos mais alguns detalhes a esse respeito.

Aplicação

Com a liberação dos recursos, a iniciativa prevê a construção de um centro de pesquisa, desenvolvimento e inovação voltado à indústria têxtil de Nova Friburgo.

De acordo com os responsáveis, a rede de parceiros envolvidos no projeto deve expandir a produção de face shields, instalar um laboratório para qualificação de EPIs, aprimorar respiradores e ainda desenvolver ferramenta computacional de análise big data de dados imunológicos no tratamento da Covid-19, para conhecer melhor como o vírus interage com a célula hospedeira.

Parceria

O projeto é fruto de parceria entre o Instituto de Saúde Nova Friburgo da Universidade Federal Fluminense (ISNF/UFF) e o Instituto Politécnico do Rio de Janeiro da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IPRJ/Uerj), com a participação de pesquisadores da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UFRJ) e Universidade Federal do Rio Grande (UFRG).

Ao todo, estão envolvidos 23 profissionais das mais diversas áreas do conhecimento.

Aspas

Segundo Ivan Napoleão Bastos, professor do IPRJ/Uerj e coordenador do comitê gestor, o projeto deve contribuir para sanar carências do Estado durante a pandemia.

“O orçamento é de R$ 1.362.046,76 e tem prazo de execução de 24 meses. Depois que a Faperj liberar os recursos, essa rede poderá oferecer à indústria têxtil do município a qualificação tecnológica para a produção de EPIs, como máscaras, toucas, capotes e macacões, além da expansão de produção de face shield, a instalação de laboratórios, a criação de respiradores e de ferramentas computacionais para enfrentar a Covid-19”.

Enfrentamento

Ivan esclarece ainda que todos os face shields produzidos serão destinados aos profissionais ligados diretamente ao enfrentamento da Covid-19, de maneira inteiramente gratuita.

“A produção de EPIs – em articulação com a indústria de moda e metal-mecânica e parceria com o Senai, Stam, Hak, Suspiro Íntimo e Persona 3D – tem o objetivo de expandir o projeto Face Shield NF, que já produziu quase 40 mil unidades que foram distribuídas gratuitamente a profissionais de saúde”, explica o professor.

Respiradores

Com relação aos respiradores, Bastos ressalta que o projeto deve baratear o custo de produção.

“Os ventiladores disponíveis no mercado são, em geral, muito caros e necessitam de um ambiente hospitalar para a sua operação. Nosso projeto prevê o desenvolvimento de equipamentos de baixo custo, de fácil operação e de grande confiabilidade, para o atendimento de pacientes com dificuldades respiratórias acometidos pela Covid-19”, afirma.

Sob todos os aspectos, portanto, são notícias excelentes que sublinham a importância da presença acadêmica que temos em nossa cidade.

Publicidade
TAGS:

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.