Vereadora denuncia falta de atendimento às pessoas com sintomas leves da Covid-19

Pacientes estariam sendo encaminhados para UPA e lá orientados a retornarem ao hospital. Centro de Triagem em Olaria não funciona nos fins de semana e nem feriados
sábado, 03 de abril de 2021
por Jornal A Voz da Serra
Vereadora denuncia falta de atendimento às pessoas com sintomas leves da Covid-19

A Vereadora Priscilla Pitta (Cidadania) entrou com denúncia no Ministério Público nesta sexta-feira,  2 de abril, pedindo investigação sobre omissão, já que, segundo ela, a população não está conseguindo ser atendida com o mínimo necessário em caso de sintomas leves da Covid-19 . Antes, ela fez um vídeo ao vivo na porta do Hospital Raul Sertã relatando o que aconteceu. “ Ontem a Secretária de Saúde, Nicolle Lessa, fez uma live junto com o prefeito, Johnny Maycon, e a Subsecretária de Vigilância em Saúde, Fabíola Braz Penna, falando para a população vir ao hospital nos primeiros sintomas da Covid-19, para não deixar passar, para se tratar antes de agravar o quadro. Então, vim hoje de manhã para ver a situação real, pra ver o que está acontecendo. Tudo mentira”, revelou a vereadora.

Segundo Priscilla Pitta, no Raul Sertã só há atendimento de pessoas que estão em estágio avançado da Covid-19. Ela disse que as pessoas que chegam ao hospital com sintomas leves da doença são encaminhadas para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), em Conselheiro Paulino. “Eu peguei meu carro e fui à UPA e vi que quando as pessoas chegam lá, são mandadas para o Hospital Raul Sertã. As pessoas voltam para o hospital e daqui são encaminhadas para o Centro de Triagem, em Olaria, que está fechado, pois não funciona aos sábados, domingos e feriados”, disse ela.

A vereadora disse ainda que procurou alguém da direção do Hospital Raul Sertã para entender o que estava acontecendo e foi informada que não havia ninguém lá. “Um senhor está aqui há três dias procurando ajuda e eles não iriam atendê-lo novamente. Estou brigando aqui agora e vai ser atendido. Uma senhora chegou também com a filha passando mal e não seria atendida, caso eu não brigasse por isso. Tentei falar com a secretária de Saúde e ela me bloqueou. Tentei falar com o prefeito e ele não atendeu. Tem coisas que, às vezes, fogem do controle. Mas aqui está fora do normal. Todos dias faltam médicos. Vidas estão sendo perdidas”, desabafou ela.

Entramos em contato com a vereadora Priscilla Pitta e ela explicou que vem recebendo muitas denúncias de falta de atendimento médico de pessoas com sintomas da Covid-19. “Alguns dias atrás, recebi a ligação do padre da igreja do meu bairro pedindo que eu interviesse no caso de uma moradora do Bela Vista, que estava com muita falta de ar e foi para o Hospital Raul Sertã, onde a mandaram procurar atendimento na UPA, que eu sei que não está recebendo pacientes com os sintomas da doença. Chegando ao hospital, me informaram que não havia médicos e, se eu não estivesse lá, ela não seria atendida. Ela está internada até hoje”, relata Priscilla.

Em nota a Secretaria de Saúde informou “que aos sábados, domingos e feriados o Centro de Triagem não abre pois os funcionários, já exaustos da linha de frente, tem o direito a folga e não há médicos que possam estar lá nestes dias. Os pacientes receberão atendimento no Hospital Municipal Raul Sertã ou na Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Também no Centro de Triagem, a quadra é utilizada para que os pacientes aguardem o atendimento sentados em cadeiras que foram colocadas para dar uma melhor comodidade as pessoas. O Hospital Raul Sertã está trabalhando com sua capacidade máxima, assim como a UPA, e a demanda está grande para atender pacientes graves. Entretanto, a equipe da Saúde está trabalhando incansavelmente para que o serviço seja prestado.”

Sobre a Live do Prefeito com a Secretária de Saúde e Subsecretária de Vigilância

 Na noite de quinta-feira, dia 31 de março, o Prefeito Johnny Michael fez uma live, ao lado da a Secretária de Saúde, Nicolle Lessa, e da Subsecretária de Vigilância em Saúde, Fabíola Braz Penna, onde foi anunciado que o município está em bandeira roxa, que significa “risco muito alto” de contágio pelo Coronavírus. Com mais de uma hora e meia de duração, eles falaram sobre o aumento de casos e de mortes pela Covid-19 na cidade, que triplicou de uma semana para outra, seguindo a tendência do que está acontecendo em todo o país.

 Tanto a Secretária de Saúde, Nicolle Lessa, quanto a Subsecretária de Vigilância em Saúde, Fabíola Braz Penna, ressaltaram a importância de se buscar atendimento médico aos primeiros sintomas da Covid-19. Isso poderia evitar o agravamento da doença e a necessidade de internação em UTI, já que a ocupação está acima de 90%, no Hospital Raul Sertã durante toda essa semana.            

               

 

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: