Uma rua que cai: cratera coloca pedestres e motoristas em risco

Margem de rio que cedeu na Rua Jardel Hottz foi cercada de forma improvisada e permanece do mesmo jeito há anos
quarta-feira, 02 de setembro de 2020
por Fernando Moreira (fernando@avozdaserra.com.br)
Perigo na Rua Jardel Hottz, em frente ao Estádio Eduardo Guinle (Fotos: Henrique Pinheiro)
Perigo na Rua Jardel Hottz, em frente ao Estádio Eduardo Guinle (Fotos: Henrique Pinheiro)

Moradores, motoristas e comerciantes da Rua Jardel Hottz, no bairro Parque São Clemente, já perderam as contas de quantas vezes cobraram uma solução para a margem do Rio Cônego que cedeu próximo à esquina com a Alameda Visconde de Tamandaré, bem ao lado do Estádio Eduardo Guinle, o campo do Friburguense. O trecho permanece do mesmo jeito há anos.

Há alguns meses a recuperação do espaço chegou a ser ensaiada, mas não foi concluída. Parte do meio fio foi refeito, inclusive com a construção de bueiros. Mas como as fotos evidenciam, o trabalho sequer foi finalizado e já começa a desabar novamente. O trecho é movimentado durante todo o dia, porque fica próximo a comércios, academias, clínicas, pet shops e o próprio Friburguense Atlético Clube, local que concentra diversas atividades.

De forma improvisada, o local foi cercado com fita zebrada, mas ainda representa um risco para quem trafega por ali, seja a pé ou de carro. Na realidade, nem existe calçada às margens do rio neste trecho da Rua Jardel Hottz e, com a iluminação pública precária, o perigo é redobrado à noite, um risco iminente de acidente.

“Já cansamos de cobrar da prefeitura a recuperação desse trecho que cedeu, mas nada foi feito até hoje. Estão esperando um pedestre ou um veículo cair ali?”, se queixou uma moradora, que completou: “A hora de iniciar esse trabalho é agora. Daqui a pouco começa o período de chuvas, aí não tem como fazer mais nada e a rua provavelmente vai ceder mais”, finalizou. 

 

LEIA MAIS

Novo prazo será para condutores com menos de 50 anos de idade. Regras começam a valer em 180 dias

Projeto de indicação legislativa foi aprovado por unanimidade. Agora prefeito tem que sugerir a lei

Foi construído muro em gabião com 330 metros de extensão

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: obra | Trânsito