Suspeito de atear fogo na casa da ex-mulher se entrega à polícia

Ele procurou a delegacia na noite da última sexta-feira acompanhado de um advogado
segunda-feira, 31 de julho de 2023
por Jornal A Voz da Serra
(Foto: Pexels)
(Foto: Pexels)

Se entregou à Polícia Civil, no final da noite da última sexta-feira, 28, o rapaz de 24 anos, suspeito de ter ateado fogo na casa da ex-mulher, na última quarta-feira, 26, no bairro Olaria. Dentro do imóvel, estavam a cunhada dele e dois bebês. Todos conseguiram sair ilesos do imóvel.

De acordo com a delegada Paula Loureiro, titular da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam), o suspeito chegou à unidade acompanhado do advogado. A policial disse ainda que a polícia já havia montado um cerco na cidade, em todos os possíveis endereços em que ele pudesse estar.

Em depoimento, o suspeito negou ter usado gasolina, como citado no registro de ocorrência, e que ajudou a tirar as pessoas de dentro da casa. “O suspeito disse que foi até a casa da ex-companheira para buscar um sofá, mas chegando lá, a cunhada impediu que ele entrasse, o que o deixou indignado. Ele reiterou no depoimento que se o sofá não fosse dele, não seria de mais ninguém e, imediatamente, acendeu um isqueiro próximo ao sofá, mas negou ter usado gasolina conforme a cunhada relatou. Disse também que não tinha a intenção de que causar o incêndio, mas o sofá acabou sendo atingido pelo fogo que logo se alastrou. Ele disse que se arrependeu, que pediu as chaves para cunhada e que, inclusive, ajudou a retirá-la da casa junto com as crianças", contou a delegada.

Ainda de acordo com a Deam, a tentativa de feminicídio ocorreu depois que o homem ligou para a ex-mulher. Insatisfeito com o fim do relacionamento, o casal acabou brigando e disse que iria até a casa pegar os móveis. Na casa, estavam a cunhada, de 19 anos, o sobrinho de apenas 1 ano e 4 meses e o filho do casal de 1 ano e 8 meses.

Ao chegar na casa, a irmã da ex-mulher tinha sido orientada a não abrir a porta, pelo estado agressivo que o homem estava. Ele insistiu, mas como não conseguiu pegou um litro de gasolina, jogou na porta e colocou fogo, ainda segundo a vítima.

Ainda segundo o registro de ocorrência, a mulher conseguiu apagar o fogo da porta, mas o homem, pela janela, colocou fogo no sofá e nos móveis. A cunhada conseguiu sair ilesa com os bebês. O imóvel ficou completamente queimado. As vítimas procuraram a Deam e fizeram o registro da ocorrência e um inquérito foi instaurado pela Polícia Civil.

O suspeito já foi preso outras vezes pelo crime de tráfico de drogas, segundo a Polícia Civil. (Fonte: G1)

Publicidade
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 78 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: