Show pró-Beirute acontece neste domingo, em solidariedade ao Líbano

Evento com artistas brasileiros e transmissão pela TV Cultura vai arrecadar doações para vítimas de explosão no mês passado
sexta-feira, 18 de setembro de 2020
por Jornal A Voz da Serra
A bandeira do Líbano e o cenário da tragédia (Reprodução da web)
A bandeira do Líbano e o cenário da tragédia (Reprodução da web)

O programa especial “Abraço em Beirute” vai unir neste domingo, 20, às 15h, em um show com transmissão ao vivo pela TV Cultura vários destaques da música brasileira e o instrumental da Orquestra Sinfônica de Beirute. A iniciativa é do Consulado Geral do Líbano no Rio de Janeiro e será promovida em prol das vítimas da explosão em Beirute, capital libanesa, no mês passado. Durante o programa será possível fazer doações em dinheiro. . 

O show terá participação de Lenine, Fagner, Frejat, Claudia Leitte, Daniel e Melim. A participação dos artistas já foi gravada de forma individual. Os arranjos das músicas foram feitos pelo maestro brasileiro de origem libanesa Tim Rescala. As canções serão mixadas junto aos instrumentos da Orquestra Sinfônica de Beirute, regida pelo maestro Harout Fazlian.

O programa será, paralelamente, retransmitido pela emissora libanesa LBCI (às 21h, horário de Beirute). Do lado libanês, a artista Jahida Wehbé vai interpretar a canção “Samba em prelúdio”, de Vinicius de Moraes e Baden Powell, em uma nova versão árabe-portuguesa proposta pelo maestro Fazlian. Ainda no programa, haverá a reinterpretação de “Rah Halfak Bel Ghosn Ya Asfour”, de Wadih el Safi, além de uma canção de Zaki Nassif.

O cônsul geral do Líbano no Rio de Janeiro, Alejandro Bitar, conta que o evento está sendo organizado desde a semana seguinte à tragédia que se abateu sobre a capital libanesa. “Falamos com os grandes músicos do Brasil e eles não cobraram nada. A mensagem que tenho é que, eu sei que Brasil vive uma situação difícil também, mas o Brasil é um país grande, com muitos recursos naturais e capacidade, e o Líbano precisa de ajuda porque é um país pequeno e foi abatido por várias dificuldades como a pandemia, a economia, e temos também a questão dos refugiados sírios e palestinos. A comunidade libanesa e árabe aqui é muito forte, grande e chegou a lugares de destaque na política, economia e cultura. Se puderem, colaborem um pouco com o povo libanês que está enfrentando tantas dificuldades”, declarou o cônsul.

As doações serão revertidas para a Cruz Vermelha do Líbano. Para doar, bastará apontar o celular para um QR Code que ficará disponível na tela da Tv durante todo o show. O código direcionará para uma conta bancária voltada para o evento, da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, apoiadora da iniciativa.

 “Nós achamos uma iniciativa maravilhosa. A Câmara como sempre se dispõe em ajudar no que for necessário para solucionar esta questão no Líbano. Faz parte da nossa obrigação, antes de mais nada. É o nosso objetivo trabalhar em iniciativas referentes ao mundo árabe. E o evento será transmitido no Líbano também e terá essa visibilidade nos dois países”, afirmou o secretário-geral da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, Tamer Mansour.

O evento tem direção artística de Tim Rescala e do músico Ricardo Feghali, do grupo Roupa Nova. A direção geral é de Maurício Valim e Marcelo Amiky, tendo a presença da Orquestra de Beirute sob a conduta do maestro Harout Fazlian.

Outros artistas como Gilberto Gil, Zeca Baleiro, Wanderléa, Roupa Nova, Badi Assad, Sorriso Maroto, André Abujamra, Marina Elali, Orquestra de Refugiados, entre outros, enviarão suas mensagens com trechos de suas músicas. Além disso, personalidades como Fernanda Montenegro, Dira Paes, Osmar Prado, Drica Moraes, Stella Miranda, Guilherme Fontes, Maria Alice Mansur e outros vão ler trechos de pensamentos do poeta e escritor libanês Gibran Khalil Gibran.

O programa especial na TV Cultura será apresentado por Marcelo Tás, Adriana Couto (Didi) e Chris Maksud. O evento conta, ainda, com o apoio da Câmara de Comércio Líbano-Brasileira do Rio de Janeiro, da Liga Libanesa e da Federação das Entidades Libanês-Brasileiras do Estado do Rio de Janeiro.

 

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: