Quanto custam ao contribuinte o prefeito, seu vice e os vereadores

Veja quais auxílios os representantes públicos e seus assessores têm direito, além do salário, e os valores
sexta-feira, 09 de outubro de 2020
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
Quanto custam ao contribuinte o prefeito, seu vice e os vereadores

Você sabe quanto ganha o prefeito de Nova Friburgo? Você sabe quanto ganha o vice? E os vereadores? Quantos assessores os parlamentares têm direito? Auxílio moradia, combustível, paletó, tem ou é mito? A VOZ DA SERRA traz para o leitor um apanhado dos principais vencimentos aos quais os representantes do município têm direito.

Prefeito e vice-prefeito

Segundo informou a prefeitura e que consta no Portal da Transparência, o salário bruto do prefeito Renato Bravo é de R$ 19 mil. O salário bruto do vice-prefeito, Marcelo Braune, é de R$ 9,5 mil. De acordo com a Subsecretaria de Comunicação Social, tanto o prefeito quando o vice tem direito de pedir reembolso em passagens aéreas e hospedagens, mas durante todo o tempo de mandato optaram por não fazê-los. A Secom informou também que tanto o prefeito quanto seu vice não dispõem de qualquer auxílio complementar.  

Diante das informações, é possível estimar que somados os salários de prefeito e vice-prefeito, os vencimentos custam aos cofres públicos, R$ 28.500 mensais ou R$ 342 mil por ano ou ainda R$ 1.368 mil por quatro anos de mandato.

 

Vereadores

Os 21 membros da Câmara de Vereadores de Nova Friburgo dispõem de um salário bruto de R$ 8.229, 94 (salário base). Aos vereadores é concedido o direito a reembolso com diárias e passagens aéreas e pelo Portal da Transparência é possível constatar que muitos parlamentares, entre suplentes e titulares, bem como assessores, fizeram uso desse benefício.

Aos vereadores também é disponibilizado um cartão de combustível para gastar o equivalente a 200 litros por mês. Nos valores atuais, os gastos por parlamentar custam aproximadamente R$ 1 mil mensais ou R$ 12 mil por ano ou cerca de R$ 48 mil por quatro anos de mandato. Os parlamentares também possuem 15 carros para serem requeridos em missões oficiais e durante os quatro anos de mandato, houve parlamentar que fez uso do veículo enquanto teve parlamentar que nunca utilizou o serviço. Não ficou claro, no entanto, se o uso de combustível de até 200 litros de combustíveis por mês é para ser usado nos carros oficiais da Câmara ou em seus veículos particulares dos vereadores.  

Até 31 de dezembro deste ano, os vereadores de Nova Friburgo têm direito a quatro assessores e o presidente da Câmara tem direito ao dobro, ou seja, oito. Os assessores são: assessor parlamentar de expediente – R$ 2.506,23; assessor parlamentar legislativo - R$ 3.859,59; assessor parlamentar de gabinete – R$ 1.969,18; assessor parlamentar chefe de gabinete – R$ 4.912,20. Os assessores têm direito ao abono transporte - R$ 210,29 e auxílio alimentação: R$ 273, ou seja, R$ 13,65 por dia de trabalho. A partir de 1º de janeiro de 2021 cada parlamentar terá direito a três assessores.

Diante dos valores, sem contabilizar os pedidos de reembolso, é possível afirmar que cada parlamentar custa aos cofres públicos cerca de R$ 23 mil mensais ou R$ 275,5 mil por ano ou ainda R$1,1 milhão por quatro anos de mandato.  

 

LEIA MAIS

Iniciativa nas redes sociais visa a estimular ambiente mais saudável de debates nas redes; qualquer cidadão pode aderir

Candidatos responderam a perguntas da entidade, de internautas e de A VOZ DA SERRA

Encontros têm uma hora de duração, sendo 30 minutos reservados à apresentação dos programas de governo e outros 30, a perguntas dos empresários

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: eleições