Princípio de incêndio volta a atingir churrascaria em Mury

Desta vez fogo começou em plena hora de almoço, mas foi rapidamente controlado
terça-feira, 14 de junho de 2022
por Adriana Oliveira (aoliveira@avozdaserra.com.br)
A fumaça espessa saindo por uma das chaminés (Fotos de leitores e de arquivo)
A fumaça espessa saindo por uma das chaminés (Fotos de leitores e de arquivo)

Um princípio de incêndio, rapidamente controlado, atingiu pela segunda vez, nesta terça-feira, 14,  a maior churrascaria de Nova Friburgo, às margens da RJ-116, em Mury. Desta vez o fogo começou em plena hora de almoço, quando o estabelecimento estava cheio de clientes. Não há notícias de feridos.

Na véspera do Natal  de 2016, um  incêndio destruiu todo o telhado da mesma churrascaria. O fogo teria começado na cozinha, em uma das chaminés, por volta das 10h40 da manhã de 24 de dezembro. O Corpo de Bombeiros foi acionado e debelou as chamas em pouco mais de 15 minutos, Não houve vítimas.

Segundo um profissional que participou da reconstrução do telhado da churrascaria, as chaminés desta vez foram projetadas com  um sistema de corta-fogo, que bloqueia as entradas de ar e impede a propagação  das chamas, em caso de superaquecimento e combustão espontânea no processo de feitura das carnes.

Um vídeo que circula em redes socias mostra, no entanto, funcionários tentando apagar o fogo nas chaminés com extintores antes da chegada dos bombeiros (acima).

Segundo esse profissional, a função do sistema de segurança  é impedir que as chamas avancem para dentro do estabelecimento.

O novo caso de fogo em estabelecimento comercial já é  o terceiro a acontecer em Mury em menos de um mês, para espanto dos moradores. Em 23 de maio, uma segunda-feira, outra  churrascaria às margens da RJ-116 foi completamente destruída por um incêndio de grandes proporções (acima), por volta das 5h da madrugada.  Já na madrugada  do dia  29, um domingo, foi a vez de um bar ser completamente consumido pelo fogo (abaixo), praticamente em frente à churrascaria que teve o princípio de incêndio nesta terça.

Os casos anteriores, ocorridos de madrugada, levaram a 151ª DP a investigar a ação incendiária criminosa de um suspeito, flagrado por câmeras de segurança aproximando-se dos estabelecimentos envolto em um lençol.  Mas não há indícios de envolvimento dele neste novo caso.

 

 

LEIA MAIS

Bloqueio atmosférico vem impedindo a chegada de massas de ar polar, que ficam restritas ao Sul do Brasil

Não há previsão de chuva tão cedo: assim como o ar, a vegetação está extremamente seca

Do total, sobreviventes de incêndio participaram por fotos e 4 já têm interessados, mas faltam outros 19

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 77 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: fogo