Prefeitura inicia a distribuição de máscaras contra coronavírus

Entrega será feita de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, na Estação Livre, na Ouvidoria e na subprefeitura de Conselheiro
sexta-feira, 22 de maio de 2020
por Fernando Moreira (fernando@avozdaserra.com.br)
A distribuição de máscaras na Estação Livre (Fotos: Henrique Pinheiro)
A distribuição de máscaras na Estação Livre (Fotos: Henrique Pinheiro)

A Prefeitura de Nova Friburgo iniciou nesta sexta-feira, 22, de forma presencial, a distribuição gratuita de máscaras de barreira à todos os cidadãos friburguenses. Os acessórios estarão disponíveis de segunda à sexta-feira, das 9h às 17h, em dois pontos de distribuição: Estação Livre, na Praça Getúlio Vargas, e Ouvidoria Municipal, no prédio da antiga Rodoviária Leopoldina, na Avenida Alberto Braune, ao lado do Palácio barão de Nova Friburgo, sede do Governo Municipal.

A Subprefeitura de Conselheiro Paulino também está funcionando como ponto de apoio para a entrega de máscaras. A unidade fica na Rua Pacheco do Almo, no Prado. Outros pontos serão divulgados ao longo dos próximos dias. Nos outros dois pontos já existentes, milhares de máscaras foram entregues apenas nesta sexta-feira. A VOZ DA SERRA esteve na Estação Livre no fim da manhã e acompanhou o trabalho. Apesar da grande procura, não foram registradas aglomerações e o procedimento é bastante rápido. Os servidores que atuam na distribuição perguntam aos interessados quantas pessoas moram com ele e entregam o equivalente a duas máscaras por pessoa. Estão disponíveis máscaras nos tamanhos P, M e G. Segundo a prefeitura, o controle da distribuição será feito através da “conscientização das pessoas”.

A distribuição das máscaras já tinha sido iniciada, juntamente com a entrega de cestas básicas e kits de limpeza para os friburguenses inscritos no CadÚnico. Cada beneficiário recebe, além dos alimentos e produtos de limpeza, um kit com dez máscaras.

Cerca de 1 milhão de máscaras (produzidas por 103 confecções friburguense) serão distribuídas de forma gratuita à população, de modo a conter o avanço do novo coronavírus (Covid-19) no município. A estimativa da prefeitura é de que cada cidadão receba cinco máscaras. Desde o dia 27 de abril, o decreto 545 tornou obrigatório no município o uso de máscaras por todas as pessoas em espaços compartilhados do município.

A Prefeitura de Nova Friburgo já havia doado também 17.600 máscaras à Associação Industrial Comercial e Agrícola de Nova Friburgo (Acianf) de modo a estimular a campanha “Acianf do Bem”, promovida pela entidade em parceria com o Comitê das Entidades Beneficentes de Nova Friburgo (Cebenf), para doação a instituições assistenciais locais que, por sua vez, atenderão cerca de 1.200 famílias.

As máscaras têm dupla camada e foram feitas nas seguintes composições: 100% algodão - características finais quanto à gramatura: 90 a 110 g/m2 (usadas para fazer lençóis de meia malha 100% algodão); 120 a 130 g/m2 (usadas para fazer forro para lingerie); 160 a 210 g/m2 (usada para fabricação de camisetas). Misturas para composição: 90% algodão com 10% elastano; 92% algodão com 8% elastano; 96% algodão com 4% elastano.

Energisa doa protetores faciais

A concessionária Energisa doou na última quinta-feira, 21, 50 protetores faciais (face shield) ao Hospital Municipal Raul Sertã.  Os acessórios fazem parte de uma parceria com o Cefet-MG, visando a produção desses equipamentos para doação a unidades de saúde. Em abril, a empresa já havia doado ao hospital 280 máscaras N95.

 

LEIA MAIS

A partir de agora são consideradas apenas mortes confirmadas, e não suspeitas, o que dá diferença de mais de mil

Desconto vai variar de acordo com o valor das mensalidades; negociação deverá ser feita entre instituições, pais e alunos

Moradores se queixam do fluxo constante de turistas nos distritos em plena pandemia

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra