Prefeitura fez 26 ações de fiscalização entre sexta e domingo

Polícia interrompeu festa clandestina de carnaval em Campo do Coelho
segunda-feira, 15 de fevereiro de 2021
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
Prefeitura fez 26 ações de fiscalização entre sexta e domingo

Com uma força-tarefa composta por órgãos como Subsecretaria de Vigilância em Saúde, Guarda Municipal, Posturas, Ouvidoria, Polícia Militar, Polícia Civil e Bombeiros, a Prefeitura de Nova Friburgo fiscalizou nas ruas o cancelamento do carnaval por conta das restrições contra a pandemia de coronavírus. De sexta-feira, 12, a domingo, 14, foram realizadas 26 ações de fiscalização. No total, foram  lavrados 17 termos de intimação, nove  de interdição e seis autos de multa, além de orientações.

Os locais fiscalizados foram bares e congêneres em bairros como Centro, Ponte da Saudade, Duas Pedras, Cônego, Mury, Córrego Dantas, Cascatinha e Campo do Coelho.

Em Campo do Coelho, na tarde de domingo,  policiais do 11º BPM interromperam uma festa clandestina de carnaval, com cobrança de ingresso,  após  denúncia de violação das medidas restritivas contra a Covid-19.

Os agentes conduziram para a 151ª DP uma mulher de 27 anos e um homem de 51, que seriam os responsáveis por organizar o evento, descumprindo as medidas  determinadas por decreto municipal.

Com a mulher foi arrecadada a quantia de R$ 1.600 em espécie, valor recebido após cobrança de entrada dos participantes. Os organizadores foram autuados e liberados e responderão por infração de medida sanitária preventiva.

Na noite de sexta, a prefeitura aplicou cinco intimações e três interdições parciais em bares de Nova Friburgo. Policiais do 11º BPM, em apoio a órgãos municipais como  Vigilância Sanitária e Smomu, realizaram em diversos estabelecimentos, mas não constaram nenhuma infração ao decreto que proíbe aglomerações.

O setor de inteligência da Polícia Civil tem atuado no monitoramento e fiscalização de eventos clandestinos. A Secretaria de Estado de Polícia Civil (Sepol), por meio da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), tem vários eventos e organizadores via rede social. alguns usuários e empresas envolvidas já tiveram suas contas bloqueadas nas redes como medida cautelar judicial.

A Polícia Civil ainda não enviou um balanço das operações. 

Nesta segunda-feira, 15, por ser expediente normal, as inspeções estão sendo feitas nas escolas municipais e, ao longo da semana, as ações continuarão.

Já em Bom Jardim, a força-tarefa de fiscalização contra aglomerações durante o período de carnaval, realizada na noite de sábado, 13, dispersou mais de 60 pessoas que participavam de uma festa clandestina.

Após ser advertido verbalmente sobre as proibições do decreto municipal, o proprietário do local foi flagrado descumprindo novamente as determinações e levado à 158ª DP por um fiscal de posturas, com apoio da Guarda Municipal.

O prefeito Paulo Barros ressaltou que a fiscalização será intensificada. Nas redes sociais do município, os bom-jardinenses apoiaram as ações do município.

 

 

 

 

 

 

LEIA MAIS

Noroeste Fluminense evolui para vermelha, assim como Friburgo; Centro-Sul segue em laranja

Por novo decreto, restaurantes fecham mais cedo, às 20h, e bares só poderão funcionar com delivery

Imunização com doses da Oxford/Astrazeneca ocorre em vários pontos de Nova Friburgo

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra