Prefeito recebe presencialmente representantes da frente empresarial

Objetivo é chegar a consenso no enfrentamento à Covid sem prejudicar ainda mais a economia
sexta-feira, 22 de janeiro de 2021
por Jornal A Voz da Serra
A reunião presencial do prefeito com representantes da frente empresarial (Divulgação)
A reunião presencial do prefeito com representantes da frente empresarial (Divulgação)

O prefeito Johnny Maycon postou nas suas redes sociais nesta sexta-feira,  22, que houve uma nova reunião, esta presencial, com representantes da Frente Empresarial e de Classe de Nova Friburgo (FEC-NF), em  busca de diálogo e consenso  no enfrentamento à Covid-19.

Segundo Johnny, tendo em vista o atual momento, "o pior que estamos vivendo desde o início da pandemia, precisamos da união de todos os setores para vencermos esse cenário com segurança e preservando vidas. O objetivo é que possamos, através de ações integradas, conseguir êxito na busca por recursos, equipamentos, insumos e atuarmos na conscientização da importância da manutenção das medidas de prevenção ao coronavírus".

Em outra reunião, online, na véspera, a Frente Empresarial e de Classe de Nova Friburgo (FEC-NF) expôs a preocupação com o recente decreto municipal endurecendo as regras de flexibilização na cidade. Os empresários, que se consideram injustiçados,  alertaram o prefeito de que as novas regras podem prejudicar ainda mais a economia e, na prática, não reduzir a curva de contágio.

As indústrias do município, que já foram penalizadas com a paralisação de suas atividades por mais de 90 dias no ano de 2020, foram representadas pela Firjan Centro-Norte Fluminense. A entidade reforçou que não há correlação entre a atividade industrial e a proliferação da contaminação pela Covid-19, tendo em vista a divulgação pela Firjan Sesi que, no período de abril de 2020 a janeiro de 2021, foram testados 4.901 colaboradores da indústria, apresentando 148 testes positivos para o Covid–19, o que representa 3% da mão de obra industrial. Também foi ressaltado que as indústrias são orientadas e capacitadas para a prevenção e gestão do risco de contágio pelo Coronavírus no ambiente do trabalho conforme recomendações da Organização Mundial da Saúde e dos Ministérios da Saúde, a fim de resguardar a saúde da população e permitir que as empresas atravessem o momento de crise através da geração de emprego e renda no município.

A classe empresarial defendeu, com base no que vem sendo observado pelas autoridades de saúde, que o momento atual é um reflexo de festividades de fim de ano e relembrou que a reabertura do comércio não resultou no aumento de casos.

O prefeito ouviu atentamente as requisições e se mostrou aberto ao diálogo. Afirmou que o decreto não é algo permanente e que a intenção é que o cenário seja avaliado para que, se necessário, possa realizar as devidas alterações para os próximos dias ou semanas.

Mais atualizações a qualquer momento.

 

LEIA MAIS

Imunização do pessoal da saúde abaixo de 50 foi retomada com grande fila no Suspiro e continua nesta sexta

Punição também valerá para quem aplicar a dose indevidamente

Já colégios particulares devem retornar ao modo presencial e serão fiscalizado pela Vigilância Sanitária, se bandeira permitir

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra