Muro de colégio continua escorado e oferecendo risco

Enquanto obra no Rui Barbosa não sai, pedestres se arriscam caminhando pela pista
segunda-feira, 01 de março de 2021
por Thiago Lima (thiago@avozdaserra.com.br)
O muro escorado (Fotos: Henrique Pinheiro)
O muro escorado (Fotos: Henrique Pinheiro)

No dia 8 de dezembro passado, um temporal causou estragos e transtornos em diversos bairros e distritos do município e também poderia ter causado uma tragédia caso as aulas presenciais não estivessem suspensas em decorrência da pandemia de Covid-19. Isso porque, o muro do Colégio Municipal Rui Barbosa, na Avenida Roberto Silveira, no Prado, distrito de Conselheiro Paulino, ficou totalmente inclinado e ameaça desabar.

Na época, de forma emergencial, a Prefeitura de Nova Friburgo escorou o muro com toras de madeira e isolou a área preventivamente, para evitar que a estrutura de alvenaria caia sobre pedestres ou motoristas que trafegam todos os dias pela movimentada avenida. O grande problema é que até hoje, nada foi feito no local .

Com isso, além do abalo na estrutura do colégio,  a situação gerou pelo menos outros dois problemas à população friburguense. O primeiro é que há um ponto de ônibus junto ao muro que foi isolado, portanto, o abrigo também não pode ser utilizado pelos usuários do transporte público, que agora precisam ficar à mercê do sol ou da chuva. Outro problema é que para escorar o muro e isolar a área, a calçada também precisou ser interditada, obrigando os pedestres a terem que utilizar o acostamento do trecho, o que torna a passagem por ali perigosa.

Olhando lateralmente é visível que o muro está completamente inclinado para a rua, correndo risco iminente de desabar. Ainda na época, A VOZ DA SERRA entrou em contato com a prefeitura, que informou através de nota que “a escola não está em funcionamento, mas não está interditada. Apenas o muro foi isolado pela Defesa Civil. A Secretaria Municipal de Obras irá ao local para realizar um estudo do material necessário para compra, que deverá ser feita através de uma nova licitação”. A nota, no entanto, não deu prazo para a conclusão do estudo, tampouco para a abertura e realização do processo licitatório. 

Nesta segunda-feira, 1º, entramos em contato novamente com a Prefeitura com o intuito de saber se existe algum projeto para a reforma do muro, mas até o fechamento desta edição não obtivemos resposta. 

 

LEIA MAIS

Entre as alterações mais importantes para os condutores estão o aumento do prazo de validade da carteira nacional habilitação que passou de cinco para dez anos

Sistema funcionará de segunda a sexta-feira durante dez dias

Suspensão da carteira de habilitação por pontos, por exemplo, agora só ocorrerá em caso de infrações gravíssimas

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: obra | Trânsito