Moradores de Amparo fazem até “bolo da vitória” para comemorar fim de obra

Após chuvas em dezembro de 2019, rua no Loteamento Tiradentes ficou parcialmente interditada por 18 meses
quinta-feira, 01 de julho de 2021
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
Bolas enfeitam a obra finalizada (Fotos: Evandro Rocha)
Bolas enfeitam a obra finalizada (Fotos: Evandro Rocha)

Os moradores do Loteamento Tiradentes, no distrito de Amparo, repetiram uma ação ocorrida no ano passado, quando prepararam um bolo para comemorar o “Aniversário da Vergonha”, referente a demora para solucionar a interdição parcial da Rua Jerônimo de Castro e Souza, devido às fortes chuvas ocorridas em dezembro de 2019. Desta vez o bolo foi para celebrar a conclusão da obra. O ato contou com a participação do prefeito Johnny Maycon (Republicanos); o secretário municipal de Obras, Bernardo Verly, entre outros representantes da prefeitura.

No início deste ano o Ministério do Desenvolvimento Regional, liberou R$ 416.125,91 para a construção de um muro do tipo gabião e uma cortina atirantada, com extensão aproximada de 20 metros, para conter a encosta na rua. Além da conclusão das obras, na semana passada a circulação dos ônibus que ligam o loteamento ao centro de Nova Friburgo foi retomada, após 534 dias de espera. 

“Os moradores jamais perderam a esperança de que esse problema seria resolvido, apesar da longa espera. Também aprendemos sobre a importância das nossas vozes serem ouvidas”, comemorou Evandro Rocha, um dos membros do Coletivo Vozes do Tiradentes. A Prefeitura de Nova Friburgo reconheceu a importância dessa intervenção e dedicou esforços desde a liberação dos recursos até a entrega à comunidade. De acordo com o secretário de Obras, Bernardo Verly, "a Secretaria de Obras acompanhou bem de perto a obra, principalmente por ser uma contenção, que exige acompanhamento técnico, para cobrar agilidade da empresa contratada para o serviço".

“Vale destacar que a conclusão desta obra foi uma conquista graças a mobilização organizada pelo Coletivo Vozes do Tiradentes, que uniu os moradores para lutarem pelos seus direitos e com isso cobrou e pressionou o poder público no decorrer de todo o ano de 2020 para que o mesmo fizesse a sua parte”, disse o prefeito Johnny Maycon.

Esse era mais um problema que se arrastava por anos e que, mesmo com apenas seis meses, a atual gestão conseguiu solucionar beneficiando a comunidade de Tiradentes.

“Sabemos do número elevado de demandas que temos e problemas que foram herdados de gestões passadas, mas que com muito trabalho, honestidade e transparência estamos nos dedicando para resolver”, finalizou o prefeito.

 

LEIA MAIS

Cerca de R$ 43,2 milhões serão investidos em intervenções no bairro Vila Nova, duramente castigado pela tempestade de 2011

Licitação escolhe empreiteira que irá reconstruir instalações; em 2019, alunos foram transferidos devido a problemas estruturais

Seis empresas se habilitaram para concorrer ao edital, mas algumas solicitaram esclarecimentos; nova data é 28 de setembro

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: obra