Estado autoriza cursos de saúde, mas aulas presenciais não devem retornar

Escola de Enfermagem e UFF manterão atividades on-line pelo menos até o fim deste mês
sexta-feira, 07 de agosto de 2020
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
(Foto: Henrique Pinheiro)
(Foto: Henrique Pinheiro)

Em decreto publicado no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro desta quinta-feira, 6, o governador Wilson Witzel autorizou a retomada de atividades práticas nos cursos da área de saúde em instituições privadas de ensino superior, como Medicina, Enfermagem, Farmácia, Odontologia e Fisioterapia. O decreto garante ainda que cada universidade, de acordo com seu plano de retorno, terá que fornecer equipamentos de proteção individual (EPIs) aos alunos, bem como orientá-los quanto ao uso adequado. O decreto também prorroga, até o próximo dia 20, algumas medidas restritivas de prevenção e enfrentamento à propagação do coronavírus no Estado.

Para elaborar as novas medidas, o Governo do Estado se baseou no Pacto Covid, que fundamenta a adoção de ações em relação à flexibilização ou restrição de atividades econômicas e sociais. Atualmente, as regiões Metropolitana I, Metropolitana II, Médio Paraíba, Centro Sul e Norte estão na bandeira amarela, equivalente ao nível de risco baixo. O restante do Estado encontra-se na bandeira laranja, de risco moderado. A nota técnica é emitida quinzenalmente, com atualização e detalhamento dos indicadores do painel, no Diário Oficial do Estado.

Restrições

De acordo com o decreto, as aulas presenciais permanecem suspensas, sem prejuízo da manutenção do calendário recomendado pelo Ministério da Educação, nas unidades da rede pública e privada de ensino, inclusive nas universidades, conforme regulamentação por ato infralegal expedido pela Secretário de Estado de Educação (Seeduc).

Também é obrigatório o uso de máscaras de proteção respiratória em espaços públicos, transportes coletivos, estabelecimentos comerciais e repartições públicas estaduais. O descumprimento da lei acarretará multa de R$ 700 para pessoas jurídicas e de R$ 106,65 para pessoas físicas. As multas serão aplicadas pela Vigilância Sanitária, com o apoio das polícias Civil e Militar.

Aulas práticas x insegurança 

Em Nova Friburgo – dentro da autorização estadual –, a Universidade Federal Fluminense (UFF) e a Escola de Enfermagem Nossa Senhora de Fátima possuem cursos de Odontologia e Técnico de Enfermagem, respectivamente, que estariam autorizados a retornar as aulas práticas em modo presencial.

A estudante de enfermagem Raphaella Gravino está dividida. Para ela de um lado está a importância de se realizar aulas práticas de modo presencial e do outro a insegurança de frequentar ambientes hospitalares para as aulas. “É um absurdo as aulas práticas serem ministradas via EAD (Ensino a Distância), uma vez que os cursos da área de saúde devem ser totalmente presenciais, portanto, é inadmissível os alunos aprenderem a fazer procedimentos de enfermagem on-line. No entanto, ainda é muito arriscado que nós alunos tenhamos que ir ao campus porque a maioria das (aulas) práticas é em ambiente hospitalar.

Segundo a direção da UFF, seguindo recomendações do seu Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão, as aulas presenciais no campus de Nova Friburgo e nos demais do Estado não devem retornar este ano. A UFF, inclusive, já aprovou a reorganização dos calendários escolar e administrativo dos cursos de graduação de 2020. Com isso, o primeiro semestre letivo de 2020 está marcado para iniciar em 14 de setembro, a princípio de forma remota, e com duração até 15 de dezembro; e o segundo semestre ocorrerá entre 1º de fevereiro e 10 de maio de 2021. 

O projeto de retomada tem quatro princípios para preparar a comunidade acadêmica: planejamento institucional, capacitação docente, auxílios de inclusão digital para apoio aos estudantes em vulnerabilidade social e com deficiência e atendimento de saúde mental.

A decisão autoriza, em caráter excepcional, a substituição das atividades acadêmicas presenciais de componentes curriculares teóricos, práticos e/ou teórico-práticos dos cursos de graduação presencial da UFF por atividades remotas, mediadas por tecnologias digitais de informação e comunicação, durante o período de pandemia da Covid-19. A inscrição nas disciplinas será facultativa.

Escola de Enfermagem

Segundo a prefeitura, as atividades na Escola de Enfermagem Nossa Senhora de Fátima continuarão acontecendo na modalidade on-line, pelo menos, até o próximo dia 31. Serão consultados a Secretaria de Saúde e o COE (Comitê de Emergência em Saúde, da prefeitura) quanto à possibilidade do retorno presencial.

 

LEIA MAIS

Total de casos confirmados supera os 2.900, com registro de 57 novos em apenas um dia

Relatório aprovado por unanimidade, com 24 votos, será agora votado em plenário. Caso aprovada, denúncia seguirá para o TJ

Medida altera a lei que previa o fim da calamidade no último dia 1º de setembro

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: saúde | enfermagem | UFF