Começa reforço em pessoas com mais de 60 que tomaram a 2ª dose há 5 meses

Confira o calendário de vacinação contra a Covid-19 nesta nova semana em Friburgo
sexta-feira, 19 de novembro de 2021
por Jornal A Voz da Serra
Começa reforço em pessoas com mais de 60 que tomaram a 2ª dose há 5 meses

A Prefeitura de Nova Friburgo, através da Secretaria Municipal de Saúde, em combate à Covid-19, continua a vacinação no município. Na terça e quarta-feira, 23 e 24, serão aplicadas as doses de reforço em profissionais de saúde e idosos que tomaram a segunda aplicação há cinco meses. Os imunossuprimidos que completaram o esquema vacinal até o dia 27 de outubro receberão a imunização de reforço na quinta-feira, 25, na Uerj.

A campanha de segunda dose também prossegue. Na terça e quarta-feira, será aplicada a Pfizer, em todas as unidades, para quem está com a vacina agendada até estas datas. Na quinta-feira, 25, a Secretaria de Saúde realizará uma repescagem de segunda aplicação ofertando todos os imunizantes (Astrazeneca, Pfizer e Coronavac). 

Terça e quarta-feira, haverá aplicação da primeira dose para adolescentes com 12 a 17 anos, gestantes e puérperas, que tiveram o bebê há até 45 dias. Já na quinta-feira, toda a população com mais de 12 anos poderá receber a primeira aplicação, na Uerj.

Locais de vacinação

É importante prestar atenção que alguns esquemas vacinais estão sendo oferecidos somente na Uerj, conforme já explicado na matéria. Os outros locais de vacinação são: Das 9h às 15h nos ginásios esportivos Alberto da Rosa Pinheiro (Pastão), no distrito de Conselheiro Paulino, e João Antunes Nogueira (Bieca), no bairro Cordoeira; na quadra da escola de samba Imperatriz de Olaria; posto de saúde José Copertino Nogueira, no bairro São Geraldo, e no campus local da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), que funciona na Fábrica Filó, na Vila Amélia; e também, das 9h às 13h, nas unidades do programa Estratégia de Saúde da Família (ESF) de Centenário, São Lourenço, Conquista, Campo do Coelho, Riograndina, Amparo, Nova Suíça, Olaria 1, 2 e 3, Varginha, Mury, Stucky, Vargem Alta, Lumiar e São Pedro da Serra.    

Completar o esquema vacinal é a melhor opção

A Secretaria Municipal de Saúde alerta sobre a importância de receber as duas doses da vacina contra a Covid-19. Você já pode tomar a segunda dose? Procure o dia mais próximo no calendário de vacinação da Prefeitura e receba o imunizante. 

O Ministério da Saúde, assim como a Secretaria Municipal de Saúde de Nova Friburgo, alertam que apenas através do recebimento da segunda aplicação, o esquema vacinal é totalmente completo, e que somente assim, há uma maior proteção contra o vírus da Covid-19.

Se você não procurou a segunda dose por medo de reação, saiba que as dores são passageiras e é completamente normal algumas pessoas terem alguns sintomas gripais nos primeiros horários após a aplicação. Não deixe de tomar a vacina por isso!

No cronograma de imunização do município, além da vacinação das doses aprazadas, a Secretaria de Saúde tem realizado constantes repescagens para quem perdeu a data. Compareça no dia em que há a vacina disponível. Assim, a cidade pode aumentar a cobertura vacinal, que ultrapassou os 72% da população em geral e 93% do público alvo, e garantir a segurança dos nossos cidadãos

Ministério reduz intervalo e amplia dose de reforço para todos

O Ministério da Saúde anunciou a redução do intervalo de tempo para aplicação da dose de reforço da vacina contra a Covid-19 dos atuais seis meses para cinco meses. A decisão, que será implementada pelas secretarias de Saúde dos estados e municípios, contempla todas as pessoas acima de 18 anos, independentemente do grupo etário ou profissão. Inclusive aqueles que receberam a dose única do imunizante Janssen. 

Segundo a secretária extraordinária de enfrentamento à Covid-19, Rosana Melo, pessoas na faixa entre 25 e 34 anos formam a maioria dos que ainda não compareceram para tomar a segunda dose. Analisando qual vacina as pessoas que não completaram o ciclo vacinal receberam, a secretária aventa a hipótese de que, além de outros fatores (como a dificuldade de encontrarem tempo para retornar ao posto de vacinação), as reações características de cada imunizante podem estar desestimulando algumas pessoas.

Outra mudança anunciada pela pasta diz respeito à vacina da Janssen que era aplicada em dose única e passará a ter duas doses. A segunda dose da Janssen deverá ser ministrada a partir de dois meses da primeira aplicação. 

Megavacinação

O ministro da Saúde participou nesta terça-feira, 16, da cerimônia de lançamento da campanha Megavacinação, que acontecerá entre os próximos dias  20 e 26. Para estimular a população a tomar todas as doses recomendadas da vacina e completar o ciclo de imunização, o ministério conta com a ampliação do horário de funcionamento dos postos de vacinação durante a iniciativa. 

“Já temos uma das campanhas de vacinação contra a Covid-19 mais importantes do mundo, tendo ultrapassado os Estados Unidos em relação ao [percentual da] população imunizada, mas temos que avançar ainda mais para que não aconteça o que está ocorrendo em alguns países da Europa, onde observamos um novo aumento do número de casos”, alertou o ministro, referindo-se a países como a Alemanha, que, na semana passada, voltou a anunciar medidas restritivas para conter o recrudescimento da doença.

“Nosso objetivo é, através da campanha Mega Vacinação, ampliar ainda mais o acesso (da população às vacinas) e convencer as pessoas a procurarem as unidades básicas de saúde (UBS) para, a partir daí, adquirirmos ainda mais a confiança do povo brasileiro e um controle sanitário eficiente para evitarmos possíveis novas ondas da Covid-19”, disse Queiroga logo após a exibição de um vídeo promocional em que o Ministério da Saúde alerta que “proteção pela metade não é proteção”.

“Temos (no Brasil) um cenário epidemiológico bem mais equilibrado em relação à pandemia. Nosso sistema de saúde está atendendo às necessidades, sobretudo dos pacientes com síndromes respiratórias agudas graves. Isso se deve à eficiência das políticas públicas lideradas pelo Ministério da Saúde e que, na ponta, são implementadas pelos estados e municípios (prefeituras)”, acrescentou o ministro Marcelo Queiroga antes de detalhar a redução do intervalo de tempo para aplicação da dose de reforço.

 

LEIA MAIS

Em casos de resultado positivo, o tratamento é integralmente oferecido pelo SUS

No Brasil, estima-se que existam 920 mil pessoas vivendo com o virus HIV

Será aplicada a primeira dose em adolescentes a partir de 12 anos e em adultos a partir dos 18

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra