Ciclone não afeta o Estado do Rio, mas intensifica chuvas

Tempo deve continuar instável em Friburgo até domingo, com temporais intermitentes
sexta-feira, 24 de janeiro de 2020
por Vitória Nogueira*
Ciclone não afeta o Estado do Rio, mas intensifica chuvas

O fenômeno meteorológico (corredor de umidade da Amazônia associado ao ciclone subtropical Kurumi no Atlântico Sul) que se formou no oceano, na altura do Sudeste, não deve mais afetar diretamente o Estado do Rio, como era previsto. Entretanto, a passagem do ciclone intensificou as chuvas em todo o estado nesta sexta-feira, 24.

No Rio de Janeiro, e também na Região Serrana, as previsões indicam tempo instável até domingo, com tendência de redução das chuvas. Em Nova Friburgo, o clima ficará nesse vaivém de temporais, com chuvas intermitentes, às vezes volumosas, a qualquer momento do dia.

De acordo com a Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec), a previsão para este sábado, 25, em Friburgo, é  de sol com muitas nuvens pela manhã e chuvas durante à tarde, noite e até de madrugada. No domingo, 26, deve haver aumento de nuvens pela manhã e pancadas de chuva à tarde e à noite. 

Segundo a  meteorologista do Climatempo, Josélia Pegorim, a preocupação é com a chuva em si, e não com o ciclone, uma vez que as nuvens que estão em Minas Gerais estão em deslocamentos para o  Estado do Rio. “Sexta, 24, é dia de muita atenção para as regiões Serrana, Norte e Noroeste Fluminense”, disse ela. No fim de semana, segundo a especialista, as áreas de instabilidade começam a se enfraquecer, com períodos de sol, mas ainda há previsão de chuva à tarde e à noite em todo o estado.

Entre para o nosso grupo de notícias pelo WhatsApp e saiba tudo em primeira mão. Basta clicar aqui! 

As agências federais orientam as Defesas Civis dos estados e municípios a estarem em constante comunicação com os demais órgãos que compõem seus sistemas de proteção. Além do mais, é necessário que as pessoas moradoras de áreas de risco ou que já tenham registrado desastres anteriormente procurem órgãos locais de Defesa Civil para ter acesso ao plano de contingência de suas regiões. É de extrema importância conhecer rotas de fuga e os pontos seguros para utilização em momento prévio aos desastres. 

A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec) recomenda que a população faça o cadastro gratuito no serviço de alertas da Defesa Civil. Para isso, basta enviar o CEP de casa para o nº 40199, por mensagem de texto. Além disso, em caso de alagamentos, é recomendado atenção redobrada ao dirigir, cuidado ao caminhar pela água e não ficar próximo à beira de córregos e rios.

*Estagiária sob a supervisão de Adriana Oliveira

 

LEIA MAIS

Climatempo prevê sol para o primeiro fim de semana da primavera, que começa nesta terça

Em Friburgo foram emitidos comunicados preventivos, em Amparo e Nova Suíça, além de um auto de constatação por corte de árvores

Frente fria que se aproxima do Estado do Rio carrega ventos impregnados da fuligem das queimadas no Pantanal

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: Clima