Ciência aplicada

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

quarta-feira, 27 de maio de 2020

Para pensar:
"Quando alguém defende os ausentes, ganha confiança dos presentes.”
Stephen Covey

Para refletir:
“É quando fugimos que estamos mais sujeitos a tropeçar.”
Casey Robinson

Ciência aplicada

Em meio a tudo que estamos vivendo, a contribuição da comunidade acadêmica friburguense para a estrutura de combate à pandemia de Covid-19, incluindo aí a recuperação e o aprimoramento dos ventiladores mecânicos (respiradores) disponíveis, foi provavelmente a melhor notícia que tivemos o prazer de registrar aqui ultimamente.

Pois bem, com satisfação a coluna pode trazer mais detalhes sobre o que vem sendo feito por aqui.

Operacionalidade

Com o objetivo evitar que um dos dois respiradores mecânicos portáteis (ou de transporte) ficasse inoperante por vários dias ao terminar a carga no seu cilindro de oxigênio de conexão não convencional, foi projetada e construída uma nova conexão mecânica.

Esta alteração torna possível acoplar o respirador Drager ao cilindro de oxigênio convencional, utilizado pelo Corpo de Bombeiros do Estado do Rio e disponível no quartel da corporação em Nova Friburgo.

O aparelho, portanto, não ficará mais inoperante por esse motivo.

Inventividade

A nova conexão foi projetada, construída em aço inox e testada pelo torneiro mecânico Nilson da Rocha Rodrigues (SMC de Friburgo), pelo engenheiro Matheus Raposo (Persona 3D), pelo técnico de enfermagem Leslie Moura (Hospital Raul Sertã), pelo subtenente enfermeiro do Corpo de Bombeiros Gilberto Rodrigues Chermaut e pelo capitão bombeiro médico Thiago Vicente Canto, sob a orientação do professor Edgard Poiate Júnior (Uerj/UFF). 

Para a confecção da conexão foram utilizadas as instalações e equipamentos da oficina do Instituto Politécnico (IPRJ), sob a autorização do diretor, professor Ângelo Mondaini, e do vice-diretor, professor Lucas Pires.

Recuperação

Além da mangueira com a conexão também foram doadas ferramentas para a desmontagem/montagem das conexões ao cilindro de oxigênio.

Cinco ventiladores mecânicos que não estavam funcionando também foram postos em funcionamento: três no Raul Sertã, e dois na Maternidade.

Hospitais e instituições que façam uso deste tipo de equipamento e tenham interesse na conexão podem entrar em contato através da página https://faceshieldnovafrib.wixsite.com/faceshieldnovafrib.

EPIs

A equipe continua focada em outros desenvolvimentos aplicados às necessidades ao combate à Covid-19, e faz parte do projeto Face Shield Nova Friburgo, que não possui fins lucrativos e foi desenvolvido por docentes da UFF e Uerj de Nova Friburgo junto com a empresa Persona 3D, sob coordenação do professor Lucas Lima (Uerj).

Toda a produção dos protetores faciais será inteiramente doada para instituições de saúde a fim de suprir a carência de EPIs.

Parcerias

O produto desenvolvido pelo projeto é composto por três itens: a viseira, o visor e um elástico posterior. Eles são produzidos de maneira colaborativa entre diferentes parceiros e respeitando um processo rigoroso de fabricação.

O Grupo Stam e a Thulerflex produzem as viseiras por processo de injeção; o FabLab do Senai Nova Friburgo faz o corte a laser dos visores (PET); a HAK produz, doou, e atualmente vende a preço de custo o elástico posterior; e a Suspiro Íntimo realiza o corte industrial do elástico posterior.

A coluna parabeniza todos os envolvidos pelo belo trabalho realizado.

Bom debate

Da mesma forma como repudia manifestações que expõem seus participantes a aglomerações evitáveis, ou que abrem mão de argumentos, como era o caso do buzinaço que andou sendo organizado por aqui, a coluna valoriza opiniões bem fundamentadas e o estabelecimento de um debate respeitoso, independentemente de concordar ou não com as ideias expostas.

Por isso demos voz às propostas de flexibilização entregues recentemente ao prefeito Renato Bravo, e por isso demos voz às manifestações contrárias à flexibilização, enviadas pelo Fórum Sindical de Nova Friburgo.


Outra opinião

Juntamente a estes materiais, a coluna recebeu também um artigo escrito e enviado por Hugo Moreno, que não foi registrado na coluna de ontem, 26, unicamente por falta de espaço.

“Pela vida humana, resistir é preciso. (...) A curva de casos está em franca ascensão. De acordo com a OMS, a América do Sul é o epicentro da pandemia, e o Brasil, o país mais afetado. O Rio de Janeiro, das unidades da federação mais atingidas. Em estudo do mapa epidemiológico do estado, depreende-se que o vírus alastra-se pelo interior, de modo que quanto mais perto da capital, maior o risco de avanço e, conseguintemente, mais vulnerável fica a população.”

Aspas (1)

“A pandemia em Nova Friburgo descortina números assustadores. Dentre os infectados, 40% são profissionais de saúde. As unidades de terapia intensiva (UTIs) estão no limite de ocupação, com destaque para os hospitais da rede suplementar. Há relatos de atendimento de infectados pela Covid-19 em enfermarias do hospital municipal. A morbidade aproxima-se de 10%, muito acima da média internacional. (...) Além de perniciosa, a atitude [de relaxar o isolamento] emite um perigosíssimo sinal de normalidade em meio ao caos que se retumba.”

Aspas (2)

“O relaxamento do isolamento social dota-se de circunstância agravante diante da constatação da experiência de Teresópolis. A cidade vizinha aventou a retomada e, em seguida, diante da disparada do contágio, foi forçada a retroceder. Atualmente, encontra-se em rígido isolamento, com rodízio de acesso de pessoas às ruas. O Governo de Nova Friburgo não se deu ao trabalho de apresentar à população um plano consistente de enfrentamento da crise pandêmico-sanitária. Não tiveram a decência de desenvolver efetivo programa de transferência de renda, possibilitando o reforço ao auxílio emergencial.”

Aspas (3)

“O caso dos vereadores merece destaque especial. (...) Por si só, os apontamentos são inexequíveis, se para sair à rua ou funcionar, pessoa ou agente econômico ou social tiver de observar um calendário com mais de 20 questões. Vereadores, poupem as suas energias para cumprirem as funções legislativas, quais sejam fiscalizar e acompanhar a atuação do Poder Executivo. Cobrem do prefeito enfrentamento efetivo da pandemia; cobrem dele operações de combate a aglomerações e funcionamento irregular de lojas e afins; disponham-se a colaborar com ações humanitárias de socorro à parcela mais vulnerável da população. (...) Levem em suas biografias a vida, e não a morte de um sem número de friburguenses. Pelo isolamento social rígido, com políticas que garantam renda aos trabalhadores e mecanismos de crédito para salvar as micro e pequenas empresas!”

Prestação de contas (1)

Foi marcada para esta sexta-feira, 29, audiência pública virtual para a prestação de contas na Câmara Municipal.

Membros do corpo técnico da prefeitura irão apresentar as informações relativas ao primeiro quadrimestre do exercício de 2020, conforme determina a Lei de Responsabilidade Fiscal em seu artigo nono.

Prestação de contas (2)

Os relatórios apresentados perante os parlamentares irão avaliar o cumprimento das metas fiscais para o período.

A audiência contará ainda com membros dos setores da Controladoria e da Contabilidade da Prefeitura de Nova Friburgo.

O evento tem início previsto para às 15h e poderá ser acompanhado via TV Câmara e também no YouTube.

Publicidade
TAGS:

Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.