Voluntários da Cruz Vermelha prestam homenagem às vítimas que tentaram salvar

No Memorial da Praça do Suspiro, pelo décimo ano seguido, flores, velas, balões, orações e muita emoção
terça-feira, 12 de janeiro de 2021
por Adriana Oliveira (aoliveira@avozdaserra.com.br)
Velas sendo acesas pelos voluntários (Fotos: Divulgação CVNF)
Velas sendo acesas pelos voluntários (Fotos: Divulgação CVNF)

Pelo décimo ano consecutivo, a filial Nova Friburgo da Cruz Vermelha Brasileira realizou um ato em homenagem à memória das vítimas da tragédia climática de 2011. O local foi o Memorial 12 de Janeiro, na Praça do Suspiro, monumento inaugurado em fevereiro de 2012 pelo Gama (Grupo de Arte, Movimento e Ação). 

O momento, como sempre, foi marcado pela emoção das famílias e de quem passou pelo local. Uma coroa de flores foi levada até o monumento por voluntários e, depois, dezenas de velas foram acesas. No final, todos fizeram uma oração. Também houve soltura de balões brancos.

A Cruz Vermelha é um movimento internacional humanitário, criado em 1863 em Genebra e premiado três vezes com o Prêmio Nobel da Paz, por aliviar o sofrimento humano em guerras e conflitos. Por isso a bandeira é igual à da Suíça, mas com as cores invertidas. 

A filial friburguense surgiu de forma espontânea, logo após a tragédia de 2011, quando cerca de 150 voluntários treinados vieram de todo o Brasil e até mesmo do exterior para atuar no socorro às vítimas. Na época, arregimentaram os braços disponíveis: nas igrejas, associações de moradores, jipeiros, motociclistas. Hoje a Cruz Vermelha friburguense conta com 140 voluntários treinados, capacitados e uniformizados.

Os voluntários nada recebem além da gratidão dos socorridos. Equipamentos como picape, ambulância, barcos infláveis, cordas, capacetes, capas de chuva e galochas são todos doados pela Cruz Vermelha do Rio ou comprados com recursos próprios, obtidos através de cursos e treinamentos prestados, como o de primeiros socorros.

Quem quiser ser voluntário deve se encaminhar à sede da organização, na Praça Getúlio Vargas, 92, ou entrar em contato pelo telefone (22) 99878-9898. Os candidatos podem ser de todas as profissões e idades. É preciso fazer o curso de primeiros socorros, com carga horária de 30 horas.

Veja, na galeria de fotos abaixo, a sequência da soltura dos balões:

 

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: