Um pouco da vida de Monteiro Lobato…

...E também algumas de suas principais obras e personagens que encantam gerações
sábado, 18 de abril de 2020
por Jornal A Voz da Serra
Um pouco da vida de Monteiro Lobato…

José Bento Renato Monteiro Lobato nasceu em Taubaté-SP, no dia 18 de abril de 1882. Com 13 anos foi estudar em São Paulo. Registrado José Renato Monteiro Lobato, resolveu mudar de nome, pois queria usar a bengala de seu pai (falecido em 1898) que tinha as iniciais JBML gravadas. Monteiro Lobato foi um importante precursor da literatura infantil no Brasil, que constitui aproximadamente a metade da sua produção literária. A outra metade, consistindo de contos - geralmente sobre temas brasileiros, artigos, críticas, crônicas, prefácios, cartas, livros sobre a importância do ferro (Ferro, 1931) e do petróleo (O Escândalo do Petróleo, 1936). Entre as obras infantis mais famosas destaca-se Reinações de Narizinho (1931), Caçadas de Pedrinho (1933) e O Picapau Amarelo (1939).

Contista, ensaísta, tradutor e formado em Direito, atuou como promotor público até se tornar fazendeiro, após receber herança deixada pelo avô. Diante de um novo estilo de vida, Lobato passou a publicar seus primeiros contos em jornais e revistas, sendo que, posteriormente, reuniu uma série deles no livro Urupês, sua obra prima como escritor. Em uma época em que os livros brasileiros eram editados em Paris ou Lisboa, Monteiro Lobato tornou-se também editor, passando a editar livros também no Brasil, implantando uma série de renovações nos livros didáticos e infantis.

É bastante conhecido entre as crianças, pois se dedicou a um estilo de escrita com linguagem simples onde realidade e fantasia estão lado a lado. Não por acaso a data de seu nascimento - 18 de abril - foi escolhida como o Dia Nacional do Livro Infantil, uma justa homenagem ao homem que, ao longo de sua carreira literária, escreveu 26 títulos destinados ao público infantil em uma época em que as crianças não eram vistas como potenciais leitores. 

Principais obras

  • Urupês, 1918

  • O Saci, 1921

  • Narizinho Arrebitado,1921

  • Fábulas, 1922

  • O Marquês de Rabicó, 1922

  • As Aventuras de Hans Staden, 1927

  • Peter Pan,1930

  • Reinações de Narizinho,1931

  • Caçadas de Pedrinho, 1933

  • Emília no País da Gramática, 1934

  • Geografia de Dona Benta, 1935

  • Dom Quixote das Crianças, 1936

  • Histórias de Tia Nastácia, 1937

  • O Poço do Visconde, 1937

  • O Picapau Amarelo, 1939

Sítio do Picapau amarelo

É uma obra composta por uma série de livros composta por 23 volumes, escrita entre os anos de 1920 e 1947. Os personagens de Lobato ficaram conhecidos por várias gerações de crianças de diversos países. Chegaram à televisão brasileira na década de 1960 com o seriado “O Sítio do Picapau Amarelo”. Nessa história, Lobato aproveita para transmitir às crianças os valores morais, conhecimentos sobre nosso país, nossas tradições etc. Dentre os personagens mais conhecidos, estão:

  • Narizinho é a menina de nariz arrebitado, cujo nome é Lúcia. Neta de Dona Benta, ela tem uma boneca chamada Emília, com quem adora conversar.

  • Pedrinho é primo de Narizinho e neto de Dona Benta. O menino de 10 anos vive na cidade e nas férias vai sempre para o sítio.

  • Emília é uma boneca de pano que fala. De personalidade forte, é a melhor amiga da sua dona, Narizinho.

  • Dona Benta é a proprietária do sítio do Picapau Amarelo. Adora crianças e tem prazer em lhes contar histórias.

  • Tia Anastácia é a empregada do sítio e cozinha muito bem. Também gosta de contar histórias e fazer biscoitos de polvilho. Foi ela quem costurou Emília.

  • Visconde de Sabugosa é feito de sabugo de milho. Estudioso que sabe muitas coisas, é também bastante atrapalhado. Está sempre na biblioteca ou no laboratório, que fica no porão da casa do sítio. Inventou o pó de pirlimpimpim.

  • Cuca é uma bruxa má com aparência de jacaré que vive amedrontando as pessoas. Ela é um personagem do nosso folclore.

LEIA MAIS

Confira a entrevista com o técnico de informática Andelvan Passos, pai de Haniel e de João, sobre como a paternidade mudou a sua vida

Presença sempre ativa e constante do pai nessa relação pode ajudar as crianças a se sentirem seguras

Entre os que comemoram a data, o presente mais escolhido são as roupas, com 44% das respostas, seguido por perfumes, 41%

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra