Polícia investiga sumiço de cão enterrado em quintal de sítio em Cardinot

Husky siberiano ficou dez dias desaparecido; casa na vizinhança tinha outras covas abertas e até ossadas
quarta-feira, 13 de janeiro de 2021
por Adriana Oliveira (aoliveira@avozdaserra.com.br)
Toddy: enterrado no quintal de um sítio na vizinhança (Reprodução G1)
Toddy: enterrado no quintal de um sítio na vizinhança (Reprodução G1)

Um inquérito aberto na  151ª DP está investigando o desaparecimento e assassinato  de um cão, da raça husky siberiano, no Cardinot, em Nova Friburgo. Toddy, como era chamado, desapareceu no dia 30 de dezembro e foi encontrado dez dias depois, nesta segunda-feira, 11,  enterrado no terreno de um sítio nas vizinhanças da família dona do animal.

Acionada, a Polícia Militar realizou perícia no sítio, onde encontrou outras covas abertas. Toddy estava em uma cova aberta no quintal.  

Segundo disse o delegado Henrique Pessoa, titular da 151ª DP, ao jornal A VOZ DA SERRA, o inquérito foi instaurado para apurar o caso. A perícia esteve no local e constatou também a existência de.ossadas de animais no terreno.

O dono do terreno chegou a ser levado à delegacia, mas foi liberado diante da falta de provas de ser ele o autor do crime.

De acordo com o portal de notícias G1, a polícia informou que o vizinho já havia sido alvo de outras reclamações sobre supostos atos de maus-tratos a animais.

A VOZ DA SERRA tenta contato com os envolvidos.

 

LEIA MAIS

Husky siberiano ficou 10 dias desaparecido; casa na vizinhança tinha outras covas abertas, ossadas e despojos de animais. OAB reage

Veja os casos de polícia registrados nos últimos dias em Friburgo e arredores

Homem de 56 anos teria praticado atos libidinosos com uma menina de 11 anos

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: PET | crime