Moradores de Lumiar se queixam de acúmulo de lixo

“Quantidade de resíduos descartados nas ruas e estradas do município é um fator de risco até mesmo para a proliferação do mosquito da dengue”, diz moradora
terça-feira, 06 de fevereiro de 2024
por Jornal A Voz da Serra
(Foto: Leitor)
(Foto: Leitor)

Em alguns pontos da rodovia RJ-142, no entre os distritos de Mury e Lumiar, o serviço de coleta de lixo, realizado em todo o município de Nova Friburgo pela Empresa Brasileira de Meio Ambiente (EBMA) tem deixado a desejar, segundo muitos moradores que procuraram a redação de A VOZ DA SERRA nesta segunda-feira, 5, para denunciar o acúmulo de lixo em terrenos às margens da estrada e ao redor de lixeiras que não comportam a grande quantidade de dejetos e resíduos descartados pelos moradores e comerciantes. Aos fins de semana, a quantidade costuma aumentar consideravelmente devido a grande procura de turistas pela região. 

Segundo uma moradora, “a grande quantidade de lixo gera um odor desagradável e uma grande quantidade de moscas - e inclusive, esse tipo de situação favorece a proliferação do Aedes aegypti, o mosquito transmissor da dengue, ainda mais nessa época do ano”, observou.  

“Estamos em uma Área de Proteção Ambiental, a APA de Macaé de Cima, não queremos e não podemos deixar que Lumiar vire um ‘lixão’,  a região é um símbolo turístico e muito procurada por praticantes de montanhismo e ecoturismo. O serviço prestado é precário e muito mal feito. O caminhão passa recolhendo o lixo, mas não dá conta, e sempre ficam dejetos para trás. Isso sem contar a infestação de insetos”, disse uma comerciante. 

A VOZ DA SERRA entrou em contato com a Prefeitura de Nova Friburgo para repercutir as queixas dos moradores de Lumiar. Em nota, a prefeitura informou que “a coleta de lixo é realizada regularmente pela EBMA. No caso de entulhos que também são descartados às margens das estradas, o município lamenta que o problema tenha sido recorrente em diversas partes da cidade e lembra que descartar lixo ou entulhos em local inadequado é crime passível de multa. Nesse sentido, o governo municipal pede à colaboração da população para que denuncie esse tipo de prática. Para isso basta ligar para o setor de fiscalização de Posturas, através do telefone (22) 2526-9261 ou (22) 2526-9262.” 

Publicidade
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 78 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: