Friburgo perde o "Humberto da Ambulância", aos 80

Líder comunitário e um dos fundadores da Imperatriz faleceu no sábado, após 30 dias internado com Covid
quarta-feira, 02 de dezembro de 2020
por Jornal A Voz da Serra
Humberto Damasceno
Humberto Damasceno

Pernambucano de Santo Amaro, em Recife, Humberto José dos Santos Damasceno era friburguense, ou, mais precisamente, olariense de coração. Líder comunitário atuante, era muito conhecido e querido no bairro de Olaria, onde morava. Foi um dos fundadores do Grêmio Recreativo Escola de Samba Imperatriz de Olaria, em 29 de março de 1976, e presidente dos conselhos Diretor e Deliberativo da escola de samba que tanto amava.

A Imperatriz decretou luto de três dias pelo falecimento de Humberto, no último sábado, 28, após 30 dias de internação na CTI destinada ao tratamento da Covid-19 do Hospital São Lucas, em Nova Friburgo. Ele tinha 80 anos, recém-completados.

Humberto trabalhou ainda, por muitos anos, na Prefeitura de Nova Friburgo, especialmente na Secretaria de Saúde e no Hospital Municipal Raul Sertã, onde  chefiou o setor de transporte de pacientes e passou a ser chamado de “Humberto da Ambulância”. Era muito conhecido por sua presteza em ajudar as pessoas mais necessitadas, estando sempre pronto a atendê-las.

Integrante ativo do movimento negro de Nova Friburgo, através da comunidade pan-africana,  foi agraciado em 2017 com a Medalha Somos Quem Fomos, distinção do Legislativo friburguense aos representantes dos povos e países formadores de Nova Friburgo.

Humberto também era marinheiro por formação, eletricista e um apaixonado botafoguense.

A equipe de A VOZ DA SERRA se solidariza, enlutada, com os familiares e amigos de Humberto Damasceno.

 

LEIA MAIS

Ele atuava há 25 anos como gerente da Luz Publicidade, uma das maiores agências especializadas em matérias institucionais

Aos 104 anos, seu Abdinho dava exemplo de vitalidade e cidadania para os mais jovens; ele foi um dos primeiros a se vacinar

Do Morro da Mineira para as cozinhas dos melhores restaurantes, ele foi um dos idealizadores do famoso Festival de Truta

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: obituário