Defesa Civil fiscaliza construções irregulares no Morro da Cruz

Desmatamento e construções irregulares foram denunciados por A VOZ DA SERRA
sexta-feira, 05 de março de 2021
por Jornal A Voz da Serra
A fiscalização no local desmatado (Fotos: PMNF e Henrique Pinheiro)
A fiscalização no local desmatado (Fotos: PMNF e Henrique Pinheiro)

Na tarde da última segunda-feira, 1º, equipes da Defesa Civil de Nova Friburgo realizaram uma fiscalização em obras irregulares próximas à Praça do Suspiro. A rua onde estão sendo erguidas as construções foi interditada devido ao deslizamento do Morro da Cruz na tragédia da tempestade de janeiro de 2011 e três muros de contenção foram construídos no local, inviabilizando a passagem, como mostrou reportagem recente de A VOZ DA SERRA. Em 2019, o local passou a integrar uma área de proteção ambiental. 

Durante a vistoria nesta semana, a Defesa Civil constatou que os muros de contenção haviam sido aterrados e que novas construções estavam sendo erguidas no local. No mês passado, as construções irregulares foram denunciadas por VOZ DA SERRA. “Essa situação do muro de gabião é a mais crítica. O muro foi feito para suavizar uma ocorrência, caso tenha algum deslizamento de terra, mas aterraram parte dele e fizeram uma rua irregularmente no local”, informou o secretário municipal de Defesa Civil, Major Evi Gomes da Silva. No momento da vistoria não havia ninguém na obra. 

Agora a Secretaria Municipal de Defesa Civilfará um relatório destas vistorias junto a encosta no Suspiro, que será encaminhado para as secretarias de Meio Ambiente e Obras, e as notificações das interdições serão encaminhadas à Procuradoria Geral do Município. No mesmo dia, outras duas vistorias foram realizadas pelas equipes de fiscalização da Defesa Civil de Nova Friburgo no bairro Chácara do Paraíso, onde os responsáveis pelas obras foram notificados e a Defesa Civil aguarda pela entrega dos documentos solicitados.

 

LEIA MAIS

Sistema funcionará de segunda a sexta-feira durante dez dias

"Lastimável descaso e inoperância da prefeitura", critica um deles em mensagem ao jornal

São R$ 416.125,91, em parcela única, liberados pelo governo federal para obras em rua que cedeu após temporal

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra