Consumo de alimentos orgânicos aumenta durante a quarentena

Entrevista com Flávio Stern, proprietário e cozinheiro do restaurante Trilhas do Araçari
sábado, 13 de junho de 2020
por Jornal A Voz da Serra
Consumo de alimentos orgânicos aumenta durante a quarentena

Localizado em Mury, no meio da Mata Atlântica, o Trilhas do Araçari é um espaço que oferece experiências inéditas, que vão além da oportunidade de experimentar a gastronomia vegetariana. 

Cercado por 180 mil metros quadrados de puro verde, bem próximo a uma área de preservação ambientaI, o local é ideal para encontros familiares, grupos de amigos e até para comemorar datas especiais.

A proposta é fazer os visitantes se sentirem à vontade em um ambiente familiar onde a preservação do meio ambiente é uma das prioridades. Serve como exemplo de como é possível ter momentos inesquecíveis unindo alimentação saudável e modo de vida sustentável. 

Os pratos servidos para os visitantes do Trilhas do Araçari são elaborados pelo gestor do espaço e dono da ideia, Flávio Stern, 63 anos, especialista em uma gastronomia especial. 

“Minha formação vegetariana/vegana vai além porque a estudo e pratico há uns 15 anos, quando ainda nem existia esse tipo de cozinha especializada. Antes minha área de atuação era administrativa/financeira. Então, posso dizer que faço uma gastronomia autorial”, esclareceu, acrescentando que parte dos ingredientes são colhidos na horta que fica a poucos metros da cozinha. 

Nesta entrevista Stern fala de seu projeto “Leve a horta do trilhas para sua casa”, que consiste em dar a oportunidade para as pessoas usufruírem de uma alimentação sem agrotóxico, portanto, mais saudável. 

 

Como e quando você teve a ideia de ter uma horta em seu restaurante?

O sonho de qualquer cozinheiro é poder usar produtos sempre frescos, colhidos na hora, preservando as texturas e sabores. E também mantendo a qualidade natural dos produtos o que muda completamente o resultado das receitas.  

A sua horta possui a forma de uma estrela de Davi. Por que? 

Sempre quis ter uma horta em forma de mandala e na hora de decidir escolhi a estrela de Davi com os quatro elementos: terra, fogo, água e ar. Terra, como o signo de Capricórnio; fogo, sol no centro da Mandala; água, com duas ondas; e ar, com dois cometas. Escolhi a estrela de Davi porque acredito que ela marcou o início das religiões, quando as coisas começaram a acontecer. 

A que se deve o fato do consumo de orgânicos ter aumentado nessa quarentena?  

Acho que com a quarentena a preocupação de comer mais saudável, até para criar imunidade, vem aumentando, aliado à preocupação de se alimentar melhor também. Para facilitar essa opção de comer de forma mais saudável, estamos fazendo delivery pelo WhatsApp (22) 99748 6357. Com cogumelos frescos, saladas, legumes, verduras, arroz integral, cremes e sopas para a noite, etc. Sempre com a preocupação de oferecer alimentos sem agrotóxicos e conservantes.

Há quanto tempo o Trilhas do Araçari existe?  

Há 11 anos, portanto, já adquirimos alguma maturidade. E voltando para o nosso propósito de fomentar uma alimentação saudável, é importante lembrar que também recebemos estudantes de colégios de Friburgo e do Rio, com o objetivo de incentivar hábitos saudáveis, através da disseminação de conhecimento desta área relativa ao turismo pedagógico.  

 

LEIA MAIS

“Sem a Natureza em equilíbrio, não podemos viver bem. Vimos isso em Friburgo em 2011 e vemos agora com o coronavírus, frutos do desequilíbrio”, diz Carolina Ribeiro

Existe um antigo ditado que diz: "Solo sadio – planta sadia – homem sadio. E pessoas com um espírito sadio não destroem sua base vital e o ambiente onde vivem, mas o conservam.”

A produção de alimentos orgânicos como alternativa para um mundo sadio e sustentável

  • Flávio Stern

    Flávio Stern

  • Vista aérea do Trilhas do Araçari

    Vista aérea do Trilhas do Araçari

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra