Apreendidas drogas no Alto do Floresta e no Terra Nova

Homem, menor e mulher foram presos, num total de três operações
sábado, 16 de maio de 2020
por Jornal A Voz da Serra
A droga apreendida numa das operações (Foto: 11 BPM)
A droga apreendida numa das operações (Foto: 11 BPM)

A equipe do Serviço Reservado do 11° BPM apreendeu na manhã de sexta-feira, 15, 155 gramas de cocaína e R$ 469 na Rua Aureliano Barbosa Faria, no Alto do Floresta. A incursão oi feita após os agentes verificarem denúncia de que homens armados estariam na localidade. Ao observarem a chegada dos agentes, os bandidos fizeram diversos disparos, fugindo em seguida pela mata. 

Na noite da última quinta, 14,  agentes  do 11º BPM prenderam uma mulher de 41 anos por tráfico de drogas na Rua Maestro Joaquim, no Condomínio Terra Nova 7. A prisão ocorreu após denúncia de que a acusada estaria vendendo drogas em casa. Ao verificar a denúncia, a equipe viu a mulher arremessar uma sacola pela janela, sendo encontrado dentro 48 papelotes de cocaína.

No dia anterior, a equipe do Patamo do 11º BPM, prendeu um homem de 21 anos e um menor  de15  por tráfico de drogas, também na Rua Aureliano Barbosa Faria, no Alto do Floresta. Com eles foram encontrados, após denúncias,  um tablete de maconha, cinco papelotes de cocaína, R$ 95 e um celular. A PM informou que os acusados indicaram outro local com mais drogas guardadas, onde foram encontrados uma sacola contendo 11 tabletes de maconha, 140 papelotes de cocaína e um radiotransmissor.

 

LEIA MAIS

Cocaína e maconha foram apreendidas nas ruas Francisco Nicolau e Piauí

Ao todo, P2 e Patamo apreenderam 65 tabletes de maconha, 533 papelotes de cocaína, um revólver 38 e umJeep Renegade. Um menor foi apreendido

Prisões foram feitas em Jardim Ouro Preto, Alto de Olaria e Cantagalo

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: tráfico