Alívio na quarentena: bombeiros tocam sax a 50 metros de altura

Do alto de uma escada Magirus, militares prestam homenagem à população friburguense
terça-feira, 31 de março de 2020
por Adriana Oliveira (aoliveira@avozdaserra.com.br)

Um grupo de bombeiros do 6º GBM aproveitou a troca de turnos desta terça-feira, 31, para replicar, em Nova Friburgo, um movimento que começou neste domingo no Rio: do alto de uma escada Magirus, em um ponto movimentado ou turístico, um militar entoou uma música em instrumento de sopro.

Segundo o comandante do 6º GBM, tenente-coronel Thiago Alecrim, o objeetivo foi homenagear a população friburguense, em quarentena pelo coronavírus. “Sabemos que todos estão em casa, apreensivos com esta crise, mas mantendo o isolamento social com muita resiliência, não apenas com o intuito de se proteger, mas de proteger os outros, a sociedade como um todo”, disse Alecrim.

Em Friburgo a ação foi realizada em dois lugares simbólicos da cidade: a Praça Dermeval Barbosa Moreira e a Praça do Suspiro, no fim da manhã. “Quero fazer um agradecimento especial ao nosso saxofonista voluntário, subtenente Silvio, que, mesmo na reserva e no dia do seu aniversário, apoiou o projeto”, contou o comandante.

No Rio, inspirado em uma iniciativa alemã, o Corpo de Bombeiros fez apresentações em alguns cartões postais da cidade, como a  Praia de Copacabana, a Lagoa Rodrigo de Freitas, a Praia Vermelha e o Quartel Central da corporação, no Centro. "Cidade Maravilhosa", "Samba do Avião" e "Aquarela do Brasil" foram algumas das peças tocadas a cerca de 50 metros de altura.

Se na Lagoa moradores dos prédios aplaudiram a iniciativa, em Friburgo muitos ficaram emocionados e postaram vídeos nas redes sociais.

 

LEIA MAIS

Setores administrativos estão autorizados a abrir a partir desta quinta para organizar reabertura parcial; comércio ainda em estudo

Há ainda 44 casos aguardando confirmação, assim como 3 óbitos. Município já tem, em média, um contaminado por km2

A partir de agora são consideradas apenas mortes confirmadas, e não suspeitas, o que dá diferença de mais de mil

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra