Vacinas contra pólio e sarampo continuam sendo aplicadas nos postos de saúde

Campanha nacional de imunização foi prorrogada em todo o Estado do Rio
quinta-feira, 19 de novembro de 2020
por Jornal A Voz da Serra
Vacinas contra pólio e sarampo continuam sendo aplicadas nos postos de saúde

A Campanha Nacional de Multivacinação foi prorrogada em todo o Estado do Rio de Janeiro e Nova Friburgo segue essa determinação, principalmente com as vacinas contra a poliomielite (paralisia infantil) e sarampo, que continuam sendo aplicadas até o próximo dia 27. Havia a previsão de a campanha ser encerrada no dia 30 de outubro passado, mas a prorrogação se deve a pouca adesão em todo o país.

A vacina contra a poliomielite (em duas gotinhas) é indiscriminada, aplicada em crianças de 1 ano a 4 anos, 11 meses e 29 dias, em que a criança pode tomar mais uma dose, independente de quantas doses já tiverem tomado, e a vacina contra o sarampo é aplicada em pessoas até os 59 anos, sendo que dos 20 aos 49 anos também é indiscriminada – independente das doses que a pessoa já tenha tomado ela pode se vacinar novamente.

Essas duas vacinas estão com baixa cobertura. Em consequência há o risco da reintrodução da poliomielite no Brasil, uma doença gravíssima, que já acometeu várias crianças, e também há o registro recente de novos casos de sarampo no Estado do Rio de Janeiro. No entanto, são duas doenças que podem ser prevenidas por meio da imunização.

Ainda são registrados casos de poliomielite em alguns países e enquanto a doença não for erradicada totalmente não se pode considerar o mundo livre da paralisia infantil. Por isso é necessário que todas as crianças menores de 5 anos – as mais vulneráveis a ter poliomielite - sejam vacinadas. No Brasil o último caso de poliomielite registrado foi em 1989, de acordo com a Organização Pan-Americana de Saúde. E por conta da baixa procura há o risco da reintrodução dessa doença gravíssima no país.

Vacinação em Nova Friburgo

Na Unidade Básica de Saúde José Copertino Nogueira, no bairro São Geraldo, as vacinas são aplicadas às terças e quintas-feiras, das 8h às 16h; no Waldir Costa, em Conselheiro Paulino; no Tunney Kassuga, em Olaria; e no Sílvio Henrique Braune, no Suspiro, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Além da imunização é de fundamental importância que os pais e também os adultos levem a caderneta de vacinação para que os profissionais de saúde possam avaliar a situação vacinal de cada um.

 

LEIA MAIS

Antes exames de imagem eram feitos em clínicas especializadas particulares, conveniadas ao SUS.

Para enfermeiros, agora é de R$ 4.750; para técnicos, R$ 3.325; já auxiliares e as parteiras, R$ 2.375

Começa também a campanha nacional contra a poliomielite

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 77 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: vacina | saúde