Uso de internet aumenta 40% durante a quarentena do coronavírus

Também houve aumento nos serviços de entrega em domicílio de supermercados e restaurantes
terça-feira, 24 de março de 2020
por Jornal A Voz da Serra
Delivery em Friburgo em um dia normal (Arquivo AVS/ Henrique Pinheiro)
Delivery em Friburgo em um dia normal (Arquivo AVS/ Henrique Pinheiro)

Segundo as operadoras de telefonia, o tráfego de internet banda larga fixa no Brasil aumentou 40% nos três primeiros dias de quarentena por causa do coronavírus. De acordo com a Vivo, Claro, TIM e Oi, os picos de consumo chegam a ser 15% maiores. Normalmente, os picos ocorrem pela manhã e à noite, enquanto ao longo do dia a ociosidade chega a 80%.

 A preocupação é que atinjam pico entre 150% e 200%, o que provocaria a falência da rede. Na Europa, os governos pediram para serviços de streaming, como a Netflix, reduzissem o tráfego de vídeos em alta definição para não sobrecarregar a rede.

Delivery em alta

O isolamento voluntário tem sido uma medida consciente e que está sendo estimulada pelas autoridades de saúde para contenção do avanço do coronavírus. Com isso, o delivery cresce como opção para os consumidores. Em Nova Friburgo, redes de supermercados e restaurantes já estão aderindo a esta modalidade. 

Com um movimento menor nas ruas, a expectativa é que os serviços de entrega em domicílio ou retiradas das refeições nos restaurantes aumentem significativamente, abrindo um novo mercado para os estabelecimentos que ainda não atuam nestes segmentos.

O iFood, a maior plataforma de entregas de alimentos no país, informou que, nos dias 13 e 14, houve crescimento de 73% nos pedidos de produtos de padaria, congelados fit, sorvetes, açaí e tapioca. Esse cálculo foi feito comparando-se a demanda desses itens, sob o nome de “novas ocasiões”, com a de outras sextas-feiras e sábados de 2020.

A procura por materiais de limpeza e álcool gel teve crescimento de 435% em relação à semana anterior das datas citadas. Peixes enlatados subiram em 91% nas buscas. O iFood relata que ainda é cedo para afirmar que o aumento dos pedidos se deve à pandemia, já que as taxas são consolidadas mês a mês. A empresa divulgou que vai destinar R$ 1 milhão a um fundo de solidariedade, gerido pela ONG Ação Cidadania, que deve beneficiar entregadores que venham a contrair o vírus e tenham de ficar em quarentena. 

 

LEIA MAIS

Alvo são pessoas acima de 60 anos e profissionais de saúde; doses estão sendo distribuídas aos poucos

Repartições municipais funcionarão em horário limitado, das 9h às 13h, e em sistema de rodízio de servidores, com efetivo reduzido

Paciente está em quarentena domiciliar, sem necessidade de internação, informa Unimed, que tem outros 6 casos suspeitos em ala isolada

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 74 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra