UFC encaminha nova luta para Marlon Moraes em dezembro

Lutador friburguense volta a lutar após curto descanso e tenta retomar caminho das vitórias
quarta-feira, 11 de novembro de 2020
por Vinicius Gastin
Derrota na luta anterior fez Marlon perder a liderança do ranking dos galos
Derrota na luta anterior fez Marlon perder a liderança do ranking dos galos

O hiato entre a derrota de Sandhagen e a oportunidade de retomar o caminho das vitórias será curto para Marlon Moraes. O Ultimate está próximo de oficializar o duelo entre Marlon Moraes e Rob Font, válido pelo peso galo (61,2 quilos), para o dia 19 de dezembro, evento que será realizado em Las Vegas, nos Estados Unidos. Uma luta que, desde já, promete ser bastante empolgante em pé, especialmente pelas características dos dois lutadores.

Caso o encontro seja oficializado, o atleta friburguense, de 32 anos, voltará a atuar apenas dois meses depois de ser derrotado por Cory Sandhagen. Na ocasião, “The Magic” foi nocauteado no segundo round, caindo para a terceira posição no ranking da categoria, o qual liderava até então.

A última vitória de Marlon aconteceu em dezembro de 2019, contra o também brasileiro José Aldo. Ainda no ano passado, quando viveu o auge da carreira, Moraes chegou a lutar pelo cinturão dos galos contra Henry Cejudo, mas acabou nocauteado no terceiro round.    

No último dia 10 de outubro, o lutador foi nocauteado por Cory Sandhagen, na ‘Ilha da Luta’ em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, e o resultado negativo frustrou seus planos de conseguir uma luta pelo cinturão da categoria. No entanto, Marlon não se deixou abalar e demonstrou interesse em lutar novamente ainda este ano. E, ao que tudo indica, seu desejo será concedido. “Eu só quero ir para casa e ter outra luta. Eu quero estar ocupado. É muito tempo sem lutas (duelo contra Sandhagen dez meses após vitória sobre José Aldo). Espero conseguir outra luta em dezembro”, disse à época.

Como A VOZ DA SERRA destacou, a interrupção por parte do juiz na última luta foi considerada “precipitada” por Moraes. O especialista na luta em pé recebeu um chute na altura da cabeça, foi ao chão e recebeu mais alguns socos de Cory no ground and pound até a paralisação. Agora, o friburguense terá a oportunidade de mostrar que pode, rapidamente, voltar a ser cogitado como desafiante ao cinturão da organização.

“Achei que fiz um primeiro round muito bom, que tinha vencido o round, e aí ele (Cory Sandhagen) começou o segundo assalto e sei lá, acho que ele me acertou com um chute e sangrou um pouco no olho e logo depois me surpreendeu. Provavelmente foi uma paralisação precipitada, mas agora tanto faz. Eu pensei que estava bem, mas o árbitro simplesmente saltou sobre mim. Não tive tempo de me levantar”, contou.

Por outro lado, Font, de 33 anos, vive um bom momento e igualou sua melhor fase na organização. Em 11º lugar no ranking, o norte-americano venceu duas lutas consecutivas. A curiosidade é que o atleta realizou dez lutas no UFC, sendo cinco contra atletas brasileiros. Font venceu Douglas D’Silva e Thomas Almeida e foi derrotado por John Lineker, Pedro Munhoz e Raphael Assunção.

O evento do dia 19 de dezembro está começando a ser montado pela companhia e, além da luta entre Marlon Moraes e Rob Font, o combate entre Sean Brady e Belal Muhammad, válido pelo peso meio-médio (77,6 quilos) também merece destaque.

 

LEIA MAIS

Atleta de Nova Friburgo se destaca cada vez mais em eventos de grande expressão

Sequência de derrotas é algo fora do comum na carreira do atleta, desde os primeiros passos em Friburgo

Duelo vale o título do Titan FC, um das grandes organizações de luta do planeta

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: UFC