P2 apreende quase dez mil papelotes de cocaína no Alto de Olaria

Apreensão gerou prejuízo de R$ 230 mil ao tráfico de drogas do bairro
sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020
por Jornal A Voz da Serra
P2 apreende quase dez mil papelotes de cocaína no Alto de Olaria

Policiais militares do Serviço Reservado (P2), do 11º BPM, prenderam dois homens em flagrante por tráfico de drogas e apreenderam farta quantidade de drogas, no início da manhã de sexta-feira, 21, no Alto de Olaria. A carga com quase dez mil papelotes de cocaína, segundo a polícia, iria reforçar o estoque das bocas de fumo do bairro para atender à demanda do carnaval.

Segundo o comando do 11º BPM, a Agência de Inteligência do Batalhão Tiradentes apurou que um grupo de traficantes iria se reunir por volta das 5h da madrugada desta sexta-feira no Alto de Olaria para distribuir a carga de entorpecentes. Posicionada de maneira estratégica no bairro, os agentes da P2 observaram a ação dos traficantes por cerca de uma hora. No momento em que o veículo que trazia as drogas se aproximou, os policiais realizaram a abordagem e detiveram dois homens, um conseguiu escapar. 

Com eles foram apreendidos 229 cargas de cocaína, distribuídas em papelotes que seriam vendidas no varejo a R$ 10, R$ 20, R$ 30 e R$ 50, totalizando 9.406 sacolés da droga. Também foram apreendidos na ação três kits de rádios transmissores, material para endolação da droga, além de R$ 1.542.

Ainda de acordo com o comando do 11º BPM, a apreensão da carga de drogas gerou um prejuízo estimado de R$ 230 mil ao tráfico do Alto de Olaria. Os dois detidos foram autuados por tráfico de drogas e associação ao tráfico e permaneceram presos aguardando transferência para um presídio na capital.

 

LEIA MAIS

Com ele foram apreendidos pouco mais de 130 gramas da erva, um celular e R$ 480

P2 prende outros três por tráfico no Cordoeira e em Lumiar

Com o homem foram encontrados oito sacolés de cocaína, uma balança de precisão e R$ 40

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 74 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra