Operário passa mal no topo do Pico da Caledônia

Oficiais do Corpo de Bombeiros estão no local prestando socorro
quarta-feira, 24 de fevereiro de 2021
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
(Fotos: 6ºGBM)
(Fotos: 6ºGBM)

Segundo o 6º Grupamento do Corpo de Bombeiros em Nova Friburgo, no final da tarde desta quarta-feira, 24, um operário que trabalha na manutenção das torres do Pico da Caledônia passou mal enquanto estava no alto de uma das escadas de acesso às torres. O resgate ainda continua.

De acordo com o comandante da corporação militar, coronel Fábio Gonçalves, o funcionário sofreu um mau súbito e não conseguia efetuar a descida por conta própria. O comandante também informou que apesar da gravidade da situação, o homem encontra-se consciente com calafrios, tontura e perda de controle motor.

Foi equipada a viatura Ar-355 com material condizente, tendo sido deslocados dois militares para o salvamento, juntamente com os oficiais voluntários. Oficiais com especialização (Curso) em altura e montanha foram acionados e já se encontram no topo da montanha. A equipe de salvamento já se encontra na base da torre iniciando o ato de salvamento. A vítima recebeu os cuidados médicos e, apesar de inicialmente ter dito dificuldade motora, desceu por conta própria, com auxílio dos oficiais.

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: