Monumentos da Praça Getúlio Vargas aparecem pichados

Busto de Zamenhof e imagem de Vergilius são os mais novos alvos de vandalismo na cidade
quarta-feira, 29 de abril de 2020
por Jornal A Voz da Serra
O busto de Zamenhof e a imagem de Vergilius pichados (Foto: Henrique Pinheiro)
O busto de Zamenhof e a imagem de Vergilius pichados (Foto: Henrique Pinheiro)

Em meio à pandemia do novo coronavírus, a solidariedade e o senso coletivo afloraram em muitas pessoas Brasil afora, e em Nova Friburgo não é diferente. No entanto, infelizmente, esse não é um sentimento compartilhado por todos. Nesta quarta-feira, 29, A VOZ DA SERRA flagrou atos de vandalismo praticados em, pelo menos, dois monumentos na Praça Getúlio Vargas, no coração da cidade.

Os registros captados através do olhar atento do fotógrafo Henrique Pinheiro mostram pichações nos monumentos dedicados a Ludwik Lejzer Zamenhof - criador do esperanto, a língua artificial mais falada e bem-sucedida no mundo - e à Vergilius (Públio Virgílio Maro) - poeta romano clássico, autor de três grandes obras da literatura latina: as Écoglas (ou Bucólicas), as Geórgicas e a Eneida.

O busto de Ludwik Lejzer Zamenhof foi pichado com tinta vermelha, enquanto a imagem de Vergilius foi pichado com tinta verde. As obras estão localizadas bem próximas uma da outra, ao lado do chafariz - que está inoperante há alguns meses -, descaracterizando uma paisagem clássica da principal praça de Nova Friburgo.

Atos de vandalismo que em nada contribuem para a cidade. No entanto, esse não foi o único problema observado por A VOZ DA SERRA na Praça Getúlio Vargas. Os demais monumentos, entre eles o de Getúlio Vargas, carecem de limpeza e melhor conservação. Alguns ganharam uma tonalidade esbranquiçada, devido a grande quantidade de fezes de pombos que se acumulam.

 

LEIA MAIS

Ação foi possível graças à colaboração do Centro de Monitoramento Cidade Inteligente e de lojas próximas dos locais do vandalismo

Imagens das câmeras do Cidade Inteligente estão sendo analisadas para a identificação dos autores

Delegacia investiga o caso, flagrado por câmeras de segurança de um edifício próximo

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: vandalismo