Friburgo registra mais 4 casos suspeitos de coronavírus, totalizando 32

De sexta para segunda aumentou, também, o número de notificações, porém 17 foram descartadas; não há confirmações
segunda-feira, 23 de março de 2020
por Jornal A Voz da Serra
Lojas fechadas na Alberto Braune na manhã desta segunda (Foto: Adriana Oliveira)
Lojas fechadas na Alberto Braune na manhã desta segunda (Foto: Adriana Oliveira)

Em três dias, Nova Friburgo registra mais quatro casos suspeitos de coronavírus. Os novos pacientes em observação estão em quarentena domiciliar. 

No boletim divulgado na tarde desta segunda-feira, 23, a prefeitura registra, oficialmente, 32 moradores com suspeita de terem contraído o vírus. Quatro deles continuam hospitalizados.

Aumentou, também, o número de notificações desde a última sexta: de 37 para 49, ou seja, 12 a mais. Só que 17 casos foram descartados.

Entre os novos casos suspeitos, dois são mulheres e dois são homens. Houve mais dois casos entre idosos acima de 60 anos e mais dois casos na faixa etária entre 40 e 49 anos.

Se confirmados todos os casos suspeitos em Friburgo, os números revelam que, na cidade, o coronavírus pode estar atacando em todas idades. A maior parte dos suspeitos têm entre 40 e 49 anos (nove deles) ou acima de 60 anos (outros nove). Quatro têm entre 20 e 29 anos, outros quatro de 50 a 59. Há ainda duas crianças de 1 a 9 anos, dois adolescentes de 15 a 19 e dois adultos de 30 a 39.

Todos aguardam resultados de exames laboratoriais que estão sendo feitos no Laboratório Noel Nutels, da Fiocruz, no Rio. Os resultados, prometidos na semana passada em 48 horas, até hoje não foram divulgados. Os boletins oficiais do coronavírus em Friburgo são atualizados pela Secretaria municipal de Saúde às segundas, quartas e sextas.

Capital já tem mais de 200 casos confirmados

Na nova atualização da prefeitura do Rio,  na tarde desta segunda-feira, a cidade contabiliza 207 casos confirmados do novo coronavírus. No boletim divulgado domingo, a capital tinha 170 notificações. O número de casos suspeitos é de 169.  Não há óbitos confirmados até o momento. Deste total, 23 pessoas estão internadas, sendo 12 em UTIs. Ainda há 169 casos suspeitos.

Em uma semana (de 17 a 23 de março), o crescimento foi de 245%. De sexta-feira até esta segunda-feira, o aumento foi de 120%.

Somando aos números divulgados pela Secretaria estadual de Saúde do Rio, o estado registra agora um total de 223 casos.  Até o momento, são três óbitos, nas cidades de Niterói, Petrópolis e Miguel Pereira.

De acordo com os números atualizados, já são 33 bairros do Rio com casos confirmados. A maior concentração está na Barra da Tijuca,  seguida de Leblon, Ipanema e São Conrado. No sábado foi confirmado o primeiro caso de coronavírus numa favela carioca, a Cidade de Deus.

ATUALIZAÇÃO: Nesta terçam 24, o Estado do Rio contabiliza 233 casos. Houve um acréscimo de 200 em apenas uma semana. A maior parte (212) está na capita, dez em Niterói, três em Petrópolis, três em São Gonçalo, um em Barra Mansa, um em Guapimirim, um em Miguel Pereira e dois estrangeiros. O estado registra até agora quatro mortes, na capital, em Niterói, em Petrópolis e em Miguel Pereira. Outras estão sendo investigadas.

LEIA MAIS

Alvo são pessoas acima de 60 anos e profissionais de saúde; doses estão sendo distribuídas aos poucos

Repartições municipais funcionarão em horário limitado, das 9h às 13h, e em sistema de rodízio de servidores, com efetivo reduzido

Paciente está em quarentena domiciliar, sem necessidade de internação, informa Unimed, que tem outros 6 casos suspeitos em ala isolada

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 74 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra