Friburgo já tem duas pessoas vacinadas contra a Covid-19

Primeiras doses chegam e continuarão sendo aplicadas nesta quarta em abrigos de idosos
terça-feira, 19 de janeiro de 2021
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
O fiscal sanitário Renê Américo Folly, de 74 anos, recebe a primeira dose (Fotos: Henrique Pinheiro)
O fiscal sanitário Renê Américo Folly, de 74 anos, recebe a primeira dose (Fotos: Henrique Pinheiro)

A vacinação começou no município de Nova Friburgo na tarde desta terça-feira, 19. Os servidores públicos Renê Américo Folly, de 74 anos, e Odaléa Noel, de 67, foram os primeiros friburguenses vacinados contra a Covid-19, no posto de saúde Silvio Henrique Braune, no Suspiro.

Fiscal sanitário ainda na ativa, Renê foi avisado de ter sido escolhido na própria tarde desta terça, quando estava trabalhando. O servidor não conseguiu deixar de transparecer emoção e gratidão. “Eu fui pego de surpresa pelos membros da Secretaria de Saúde e da (Subsecretaria de) Vigilância em Saúde, ninguém me avisou nada. Eu estava em Campo do Coelho fazendo uma fiscalização e o Fazzoli (Ricardo Fazzoli, subsecretário de Atenção Hospitalar) me ligou e disse que eu seria o primeiro a ser vacinado. Prontamente aceitei”, disse ele.

Odaléa é técnica de enfermagem, servidora pública bastante antiga e atua na sala de vacinação da Policlínica Silvio Henrique Braune.

Nesta quarta, 20, a imunização continuará em diversos abrigos de idosos. Eles fazem parte do público preferencial, bem como profissionais de saúde que estão na linha de frente do combate ao coronavírus.

A subsecretária de Vigilância em Saúde, Fabíola Penna, reconheceu que o número de doses está aquém do necessário e pediu para que a população não vá para os postos de saúde para se vacinar. “Ainda não temos uma previsão de quando chegará um segundo lote, mas temos a garantia do envio da segunda dose para as 4.030 pessoas que irão se vacinar”, disse ela.

Fabíolo afirmou que o início da vacinação é uma luz no fim do túnel e pediu para que as pessoas que serão imunizadas mantenham as medidas de restrição. “Hoje é um marco, mas não estamos vencendo a pandemia ainda. Dias após tomar a segunda dose é que as pessoas começam a desenvolver uma imunidade maior para a doença, e peço que as pessoas neste intervalo continuem se cuidando. Estamos em fase de pesquisa ainda. É importante lembrar que entre a primeira e segunda dose as pessoas ainda podem se contaminar”, alertou.

O prefeito Johnny Maycon também comemorou o início da vacinação na cidade. Ele disse que o imunizante é um sinônimo de esperança e pediu que a população continue a seguir as restrições sanitárias. “Esse processo e de vacinação não vai ser tão rápido, serão várias etapas. É preciso manter os cuidados. Ainda este ano grande parte da população será imunizada e vai garantir uma segurança de saúde e proteção à população de um modo geral”.

Dia cheio de expectativa

Desde às 6h40 da manhã equipes da Polícia Militar, lideradas pelo comandante do 11º BPM, tenente-coronel Alex Soliva, do destacamento do Corpo de Bombeiros de Cordeiro e de membros da Secretaria municipal de Saúde aguardavam a chegada das doses distribuídas pelo governo do estado, que as recebeu do Ministério da Saúde.

O imunizante, que veio de helicóptero da capital, pousou em Cordeiro, a cerca de 35km de Friburgo, por volta das 14h30. Por volta das 16h, o comboio do 11º BPM e da Subsecretaria de Vigilância em Saúde chegou ao posto Silvio Henrique Braune, onde as doses ficarão armazenadas. O prefeito Johnny Maycon ajudou a carregar o isopor contendo o imunizante.

Todos os 92 municípios fluminenses receberão o imunizante ainda nesta terça. Até a atualização desta reportagem,  lotes já foram enviados para 68 municípios. Vão receber a vacina por terra 33 municípios e, por ar, 35.

 

 

 

 

 

 

 

LEIA MAIS

Previsão é que benefício comece a ser pago em abril, com validade até o fim do ano

Ideia é deduzir despesas do lucro tributável, para fins do Imposto de Renda

Cálculo semanal serve de base; governo municipal nega qualquer tipo de manipulação

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra