Cuidados ao enviar (se for enviar) fotos íntimas na Internet

Compartilhar sem as devidas proteções pode resultar em vazamentos na rede
sexta-feira, 13 de agosto de 2021
por Jornal A Voz da Serra
Cuidados ao enviar (se for enviar) fotos íntimas na Internet

Enviar fotos íntimas para outras pessoas pode ser perigoso, se compartilhadas de forma imprudente, e daí vazar de forma incontrolável. Para evitar transtornos, recomenda-se mandar fotos apenas para quem se conhece pessoalmente e confia.

A tecnologia pode ajudar a estabelecer mais medidas de segurança para garantir sua privacidade e controle sobre quem possui acesso às suas imagens. Por exemplo, é possível usar ferramentas de autodestruição de arquivos para impedir que façam cópias da foto. Confira abaixo algumas dicas para prevenir invasões à sua intimidade:

Confiança - A dica mais segura para evitar vazamento de fotos íntimas é enviá-las apenas para pessoas de sua confiança. Nunca para quem você conhece há pouco tempo, que pode não se importar em divulgar imagens de alguém distante.

Nuvem - A sincronização automática de mídia do celular à nuvem é útil para manter backups atualizados no caso de imprevistos. No entanto, na hora de tirar fotos íntimas, o serviço pode dar dor de cabeça ao copiar a imagem para servidores na nuvem sem a devida ciência do usuário. Portanto, é aconselhado desativar temporariamente a sincronização automática do Google Fotos, em celulares Android, e do iCloud, no caso de iPhone (iOS).

Notificação - Alguns aplicativos possuem alerta de captura de tela como ferramenta de segurança para usuários. No Instagram, ao enviar uma foto de visualização única pelo direct, o aplicativo avisa caso o destinatário tire print da imagem. A função oferece maior segurança no compartilhamento de suas fotos de forma privada, uma vez que o receptor sabe que será delatado caso tire print. Por isso, é importante conferir se o aplicativo tem autorização de enviar notificações no celular para garantir que eventuais avisos sejam realizados.

Identificação - Outra dica fundamental é não expor nenhuma identificação pessoal na imagem. A imagem não deve mostrar o rosto e nem conter dicas de localização. Isso é necessário para se proteger dos piores casos, em que a foto cai na internet e viraliza. A falta de identificação ajuda a impedir ser reconhecido por outras pessoas, caso a foto vaze ou seja compartilhada com terceiros. Sempre se certifique de cortar seu rosto da imagem, esconder tatuagens, desligar a localização do celular ao tirar a foto e não incluir marcações como seu user nas redes sociais, por exemplo.

Apagar - Para aumentar a segurança, é essencial apagar a foto da galeria do celular após enviá-la. A medida evita que alguém veja a imagem, por exemplo, ao emprestar o aparelho. Além disso, há o risco do sistema sofrer alguma falha de segurança, ou de você ter o celular furtado ou roubado e o ladrão conseguir acessar seus arquivos.

Controle - Mantenha controle sobre as cópias da sua foto. Confira com a pessoa a quem enviou se ela manteve o arquivo, pois cópias devem ser proibidas. Além disso, é arriscado fazer duplicatas do arquivo em pen drive ou desktop. O modo mais seguro é excluir a foto assim que ela for enviada.

Autodestruição - Aplicativos como o Instagram e o Snapchat fornecem uma ferramenta que permite enviar fotos no privado para visualização única. Ou seja, o destinatário tem acesso à foto uma vez e por tempo limitado, antes que a imagem seja excluída automaticamente pela plataforma. 

(Com informações do site Techtudo)

 

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 76 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: